Apta

VPA: A Geografia da Agricultura Brasileira em 2012

Com o objetivo de apresentar a distribuição geográfica da produção da agricultura e da pecuária do Brasil, em 2012, Alfredo Tsunechiro e Maxmiliano Miura, pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola – IEA/Apta, analisaram as publicações “Produção Agrícola Municipal 2012” e “Pesquisa da Pecuária Municipal 2012”, do IBGE e elaboraram o ranking dos estados brasileiros quanto ao valor da produção agropecuária (VPA), com a indicação do principal produto por estado e a composição do valor total da agropecuária brasileira.
Os 72 produtos considerados no trabalho foram classificados em quatro grupos: frutas, grãos, produtos animais e outros. “O estado de São Paulo foi a UF maior produtora agropecuária do Brasil em 2012, com o VPA de R$ 48,3 bilhões, correspondente a 14,1% do total brasileiro”, afirmam os pesquisadores. Os Estados de Minas Gerais, Paraná e Mato Grosso aparecem na sequência, com participações de 13,%, 12,9% e 10,7% respectivamente. Os quatro estados responderam por 50,6% do VPA total do país em 2012.
O principal produto de São Paulo, cana de açúcar, de acordo com os dados do IBGE, respondeu por 46,4% do VPA total estadual em 2012, aumentando sua participação em relação a 2008. Destaque-se que o valor da produção de somente um produto (cana-de-açúcar, com R$22,4 bilhões) de São Paulo foi maior que o valor da produção agropecuária total de cada uma das UFs que aparecem da sétima posição para baixo no ranking de 2012.
Entre os 72 produtos, destacam-se vários deles pela elevada concentração da sua produção numa determinada UF. Alguns produtos são exclusivos de um único estado, como rami no Paraná, e linho e tungue no Rio Grande do Sul. Além destes, os itens de produção mais concentrada em 2012 foram: juta no Amazonas (97,0% do VP brasileiro), lã no Rio Grande do Sul (95,5%), casulos do bicho-da-seda no Paraná (89,9%), sisal na Bahia (89,7%), dendê no Pará (84,7%), amendoim em São Paulo (84,5%) e malva no Amazonas (80,6%).
Outros itens destacam-se por sua produção desconcentrada. A carne bovina, por exemplo, teve como maior produtor em 2012 o Estado de Minas Gerais, que participou com apenas 13,6% do VP total do produto no Brasil; a melancia em Goiás (13,6%), mandioca no Pará (15,1%), abacaxi na Paraíba (18,6%), tomate em São Paulo (19,1%), carne suína em Santa Catarina (19,3%), banana em São Paulo (19,4%) e mel de abelha no Rio Grande do Sul (19,6%).
 
No âmbito nacional, o grupo de produtos animais foi o mais importante, com participação de 40,4% do VPA total em 2012. O grupo de grãos (que inclui algodão) contri­buiu com 29,7%, seguido do grupo de outros produtos (cuja lista foi apresentada no início deste trabalho), com 23,7%, e do grupo de frutas, com 6,2%.
No grupo das frutas, os Estados de São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul e Minas Gerais apresentaram os maiores valores da produção. No grupo dos grãos, os Estados do Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul e Goiás apresentaram os maiores VPAs. Mato Grosso se destaca não apenas pelo valor, mas pela participação desse grupo no VPA estadual (66,6%). Outra UF que se destaca é o Distrito Federal, com contribuição de 63,4% do grupo de grãos no respectivo VPA.
O grupo de produtos animais é o que concentra o maior número de unidades federativas com grande produção. As quatro UFs maiores produtoras do grupo foram Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. As UFs que mais se destacaram no valor do grupo em termos relativos no VPA estadual foram:Santa Catarina (com 67,1%), Rondônia (65,8%), Acre (63,7%) e Pará (59,8%).
Para ler o artigo completo e conferir as tabelas, clique aqui.
 
Mais informações:
Nara Guimarães
Assessora de Imprensa
Tel: (11) 5067-0498
Pin It

Notícias por Ano