Apta

Vitrine Tecnológica e Boi 7.7.7 são destaques da Secretaria da Agricultura durante Semana da Carne em SP

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo faz balanço positivo em sua participação na Semana da Carne em São Paulo. Por meio do Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), esteve na Intercorte 2016 (Exposição Tecnológica da Cadeia Produtiva da Carne), difundindo as tecnologias da “Vitrine de Tecnologia Sustentável”, nos dias 16 e 17 de junho de 2016. A Vitrine apresenta, na prática, os ganhos ambientais e econômicos do sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), juntamente com o conceito do Boi 7.7.7, tecnologia desenvolvida pelo Polo Regional de Colina, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA).
A diretora do IZ, Renata Branco Arnandes, explicou que para difundir, efetivamente, os sistemas de produção e tecnologias que contribuirão para a evolução da pecuária, estão combinados dentro da ILPF, a Produção Intensiva de Bovinos de Corte –, que serão implantados no Polo Regional de Ribeirão Preto da APTA, onde ocorre a Agrishow.
O sistema sustentável de produção aborda temas atuais e relevantes do agronegócio para toda a sociedade. “A técnica está em uma área permanente de 44 hectares – uma vitrine de tecnologia referência para o setor agropecuário –, que transferirá resultados para toda a cadeia produtiva da carne. Também será uma área para dinâmicas na Agrishow, além da possibilidade de realizações de Dias de Campo e treinamentos para estudantes, produtores, empresários e profissionais do setor”, detalhou Renata.
Para o pesquisador da Pasta, que atua no IZ, Enilson Ribeiro, a participação na Exposição foi de grande valia, pois houve uma divulgação ampla aos visitantes dos trabalhos de pesquisa e também de toda a história da instituição com o gado Zebu. “Ocorreu uma interação direta com técnicos, dirigentes de empresas e produtores, com troca de experiências e conversas técnicas. Devemos ressaltar que a divulgação sobre a Vitrine Tecnológica atingiu, praticamente, 100% dos participantes”, disse.
Com a certeza de que São Paulo foi protagonista na Semana da Carne, com participações na Beef Week e a Beef Expo, Arnaldo Jardim, secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, afirmou que “o Estado de São Paulo voltou a acolher o conjunto da cadeia pecuária, um espaço em aberto desde o fim da Feicorte. É a aproximação com um grande centro de consumo”, disse.
Arnaldo Jardim sublinhou que “a participação de diversas autoridades de Estado, e do governador Geraldo Alckmin, evidenciam que, nos meios políticos, o evento chamou a atenção para a cadeia produtiva da carne”.
O titular da Pasta observou que a exposição agropecuária realizada na Bienal, no Parque do Ibirapuera, resultou no comparecimento do setor e atingiu o objetivo. “Foi muito interessante e compensador ter feito na Bienal, pois o evento aproximou o mundo urbano e o rural, mostrando que se produz no Brasil uma pecuária de tecnologia avançada, de qualidade e sustentável ambientalmente. Não é só criar boi, mas criar em condições favoráveis, com competitividade mundial”, destacou.
E mais, Arnaldo afirmou que é possível repetir o evento no próximo ano. “Essa foi a percepção que tive dos setores da cadeia produtiva – fabricantes de insumo, equipamentos –, dos produtores rurais e do setor público, responsável por políticas de incremento à produção agropecuária”, ressaltou.
“A Secretaria de Agricultura esteve disseminando o conceito do Boi 7.7.7, que visa aumentar a produtividade e a qualidade da pecuária de corte, em menos tempo. E, principalmente, a divulgação da nossa “Vitrine de Tecnologia Sustentável”, que estará funcionando na unidade da APTA em Ribeirão Preto. Ela será coordenada pelo Instituto de Zootecnia (IZ),  e terá a participação de todos os setores da Secretaria”, completou Arnaldo Jardim.
O Secretário disse ainda que a pesquisa científica esteve bem representada pelos institutos Biológico (IB) e de Tecnologia de Alimentos (ITAL), da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), e as Coordenadorias de Defesa Agropecuária e de Assistência Técnica Integral (CATI), mostrando suas contribuições à produção de carne bovina brasileira.
O governador Geraldo Alckmin diz que não há bom pecuarista, se ele não for bom agricultor, “para isso é preciso produzir alimento de qualidade para o animal, assim como, preservar a sanidade animal, pois temos que ter todos os certificados para a exportação”.
Alckmin destacou que a InterCorte, circuito que promove a integração entre os elos da cadeia produtiva, é o salão do boi, pois vai desde a genética até a cozinha do consumidor – o bife no prato. “Mostra a importância da cadeia produtiva da pecuária de corte, como raças, genética, alimento, sustentabilidade, indústria e comércio, pois São Paulo trabalha a carne para exportação.”
“Assim, apoiamos o Instituto de Zootecnia com melhoramento genético do Nelore, com pesquisas há mais de cem anos, as pesquisas com o Boi 7.7.7, a integração lavoura pecuária floresta. Já fechamos uma importante parceria com a ABCZ em Uberaba. E até mesmo o respaldo logístico para chegar aos portos para exportação merece atenção – é um conjunto completo do setor que procuramos apoiar para caminhar bem”, finalizou Alckmin.
O Brasil, como destaca o Governador, é o maior exportador de carne bovina, possui o segundo maior rebanho comercial do mundo, e São Paulo está em quarta posição na exportação, pois trabalha a carne – “um setor muito importante socialmente, pelos empregos gerados, e economicamente, pelo significado na balança comercial”.
Durante a InterCorte, o secretário Arnaldo Jardim recepcionou várias autoridades de governo, como o governador do Mato Grosso, Pedro Taques, e o senador José Anibal, que se mostrou impressionado com o projeto da Vitrine Tecnológica desenvolvido pelo IZ.
José Anibal afirmou que o projeto do IZ colabora para enfrentar o desafio do combate ao desperdício de recursos naturais, ao considerar que a pesquisa e inovação agregam muito valor. “O Brasil é um país grande, cheio de recursos naturais, mas não pode prescindir de tecnologia e pesquisa e, portanto, destes resultados que estão aparecendo hoje pelo Instituto de Zootecnia”.
“A transferência de tecnologia produzida pelo IZ melhoram muito o resultado quantitativo e qualitativo do produtor. Produtos eficientes e sustentáveis tornam mais interessantes à carne brasileira, consumida mundialmente”, destacou José Anibal.
O evento foi encerrado com o Leilão da Pecuária Solidária, que arrecadou recursos para diversas entidades beneficentes, como o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo e contou com a presença da primeira-dama Lu Alckmin, presidente do Fussesp.    
Circuito InterCorte
A InterCorte em São Paulo sedia uma etapa do Circuito InterCorte 2016, que teve início em março, em Mato Grosso, e agora passa por São Paulo, depois Mato Grosso do Sul (julho), Rondônia (setembro) e Tocantins (outubro). Na etapa de São Paulo, o tema “Pecuária de ponta a ponta” foi abordado por meio de painéis de discussão com especialistas nos diversos elos da cadeia produtiva da carne – tecnologia, genética, fazenda, frigorífico, distribuição e consumidor.
Por Lisley Silvério (MTb 26.194)
Mais informações
Secretaria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
Instituto de Zootecnia
(19) 3466.9434

Pin It

Notícias por Ano