cabecalho apta130219

Tradicional na Agrishow, cerimônia Deusa Ceres homenageia engenheiros agrônomos paulistas

A profissão de engenheiro agrônomo foi reverenciada com a premiação “Deusa Ceres”, oferecida pela Associação de Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (AEASP), no dia 02 de maio, em Ribeirão Preto, interior paulista. O prêmio, oferecido desde 1972, homenageou Decio Zylbersztajn como Engenheiro Agrônomo do Ano, além de profissionais da agronomia nas categoriais: ação ambiental, cooperativismo, defesa agropecuária, ensino, iniciativa privada e pesquisa. A pesquisadora do Instituto Agronômico (IAC-APTA), Haiko Enok Sawazaki, foi a homenageada na categoria pesquisa. A cerimônia, que ocorre tradicionalmente durante a Agrishow, contou com a presença do secretário de Agricultura e Abastecimento do estado de São Paulo, Gustavo Junqueira.

João Sereno Lammel, presidente da AESASP falou em seu discurso sobre a importância da premiação, que chegou em sua 47ª edição este ano. “Emprestamos o nome da Deusa dos alimentos e da fartura. Por isso, nada mais justo que a AEASP faça uma homenagem aos profissionais que se destacaram no último ano, em conformidade com os preceitos estabelecidos por essa Divindade, contribuindo com o aumento da produtividade agrícola e da oferta de alimentos para uma população em crescimento”, disse.

A pesquisadora do IAC, Haiko Enok Sawazaki, recebeu no evento a medalha Fernando Costa, na categoria pesquisa. Haiko atua há 40 anos no IAC na área de genética, em que analisa e desenvolve marcadores moleculares. Entre os projetos foram desenvolvidos marcadores mais baratos para soja, algodão e milho transgênico.

Em seu discurso, a pesquisadora relembrou sua trajetória profissional na pesquisa e extensão rural, ambas desenvolvidas na Secretaria de Agricultura e Abastecimento, e agradeceu sua família e seus colegas de profissão. “Sou natural de Jaboticabal e, na verdade, me formei engenheira agrônoma em uma escola da cidade na época por conveniência. Mas essa profissão me surpreendeu, me fez feliz e me deu tudo o que eu precisava. Estou no final da minha carreira e em processo de aposentadoria. Receber a homenagem nesse momento é uma grande honra”, disse.

O engenheiro agrônomo, Carlos Edmur Pessenda, homenageado na categoria defesa agropecuária, também teve trajetória marcada na Secretaria de Agricultura e Abastecimento, com atuação na área de defesa vegetal do Instituto Biológico, na extensão rural e na Defesa Sanitária Vegetal até sua aposentadoria.

Em seu pronunciamento, o secretário de Agricultura e Abastecimento do estado de São Paulo, Gustavo Junqueira, parabenizou os homenageados e agradeceu o trabalho desenvolvido pelos engenheiros agrônomos. “Aprendi a admirar o trabalho que vocês, agrônomos, fazem para o Brasil. O País tem uma dívida impagável com o agro brasileiro e com os soldados chamados a servir na grande revolução verde e na expansão do Centro Oeste, Sul e Sudeste”, disse.

Junqueira aproveitou a oportunidade para lembrar sobre a importância e a modernidade da Agrishow. “Toda vez que passamos pelos portões desta Feira é o mais próximo que poderíamos experimentar de uma máquina do tempo. Somos transferidos para o futuro de tecnologia, integração, geração de riqueza e transformação contínua. Temos, porém, um desafio, que é o de democratizar a tecnologia, levá-la para pequenos e médios produtores”, afirmou.

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, também parabenizou os engenheiros agrônomos e homenageados e comentou sobre a força da Agrishow e da agropecuária brasileira. “Nesses 25 anos da Agrishow é inacreditável o avanço que conseguimos na agropecuária brasileira. A safra 93/94 foi de 75 milhões de toneladas e a última safra brasileira foi de 228 milhões de toneladas. Aumentamos a área de produção em 50% e triplicamos o que foi colhido. Algo fabuloso”, disse.

Homenageados

Durante a cerimônia também foram homenageados com a medalha Fernando Costa a engenheira agrônoma Ondalva Serrano, na categoria ação ambiental, Emerson Moura, na categoria cooperativismo, Carlos Edmur Pessenda, na categoria defesa agropecuária, Godofredo Cesar Vitti, na categoria ensino, e Ronaldo Pereira, na categoria iniciativa privada. O engenheiro agrônomo Jorge Sakai recebeu a medalha “Joaquim Eugênio de Lima”.

Por Fernanda Domiciano
Assessoria de Imprensa – APTA
19 2137-8933

Pin It

Notícias por Ano