cabecalho apta130219

TÉCNICOS INICIAM TREINAMENTO PARA IDENTIFICAÇÃO DE PRAGAS POR MEIO DE TECNOLOGIA DIGITAL

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Gabriel Maciel, e o representante do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA/APHIS) na Embaixada do Brasil, Alan Terrel, participam na próxima segunda-feira (26/03), às 20h, no Hotel Jangadeiro, Recife/PE, da abertura da 1º Oficina sobre Microscopia e imagens digitais para identificação de pragas interceptadas. O diretor do Departamento de Sanidade Vegetal, Girabis Evangelista Ramos, também estará presente na solenidade. A oficina será ministrada entre os dias 27 e 29/03 por técnicos do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA/APHIS) e contará com a participação de fiscais federais agropecuários e pesquisadores da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Cenargen). O treinamento será realizado nos equipamentos doados pelo governo americano em decorrência do acordo firmado na última reunião do Comitê Consultivo Agrícola – CCA. A contrapartida do Mapa foi a abertura do porto e do aeroporto de Recife para a internalização de frutos de caroço provenientes da região do pacífico norte-americano. Segundo Fernando Costa, Coordenador de Fiscalização do Trânsito de Vegetais, esta tecnologia pode ser uma alternativa para resolver a questão do reduzido número de laboratórios de diagnóstico fitossanitário credenciados pelo Mapa e da baixa cobertura nas cinco regiões do país. Costa avalia que a importância da identificação de pragas interceptadas pelo Mapa está diretamente relacionada com a eficácia do trabalho de defesa sanitária vegetal. “A defesa é a base para a elaboração dos planos de contingência no qual são estabelecidas as medidas de prevenção e controle para evitar a introdução de pragas exóticas e quarentenárias para o Brasil”, acrescentou. O coordenador explicou que durante o treinamento os técnicos da Superintendência Federal de Agricultura do Estado do Recife que atuam na interceptação de pragas vão aprender a manusear os equipamentos compostos de microscópios acoplados com câmara fotográfica digital e aprender técnicas de fotografar as pragas, com a utilização de um software que faz uma seqüência de imagens digitalizadas. “Estas imagens poderão ser enviadas diariamente por meio eletrônico aos computadores da Cenargem, onde os especialistas terão condições de identificar insetos, ácaros, nematóides, fungos e sintomatologia de bactérias”
Pin It

Notícias por Ano