cabecalho apta130219

SP adota vazio sanitário contra ferrugem da soja

São Paulo, 2 - Começou ontem e vai até 30 de setembro o vazio sanitário de 90 dias para o cultivo da soja no Estado de São Paulo, estabelecido por resolução da Secretaria de Agricultura e Abastecimento em março passado. A medida foi tomada para evitar a proliferação da ferrugem asiática, doença que se desenvolve em épocas de temperaturas amenas e bastante molhamento do solo. O presidente da Comissão de Combate à Ferrugem Asiática da Soja da Secretaria, Cristiano Geller, informa que a época normal de plantio é entre outubro e novembro, mas produtores que têm sistemas de irrigação antecipam a atividade. Caso esporos da ferrugem surjam, eles contaminam a soja plantada no período normal quando esta começa a se desenvolver. Segundo Geller, a região no entorno do município de Itapeva é a mais problemática do Estado. Ainda assim, neste ano foram necessárias menos aplicações do que em 2006: de três a quatro, passaram para uma e meia. Barretos e Orlândia também requerem cuidados pela quantidade de pivôs centrais de irrigação existentes nessas localidades. Além de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Tocantins e Maranhão já contam com o vazio sanitário da soja. Bahia, Paraná e Rio Grande do Sul devem estabelecer a medida em breve.
Pin It

Notícias por Ano