Apta

São Paulo ganha o primeiro índice de preços de madeira de eucalipto

O Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento, construiu, pela primeira vez, um índice de preços de madeira de eucalipto para indústria e energia. O índice de preços recebidos pelos produtores rurais do Estado de São Paulo é um instrumento que pode ser usado num mercado futuro de produtos florestais. O trabalho é um dos destaques da revista Informações Econômicas (edição de março/2010), cuja versão eletrônica já está disponível no site do Instituto.   
“Para que um índice permita a liquidação financeira de títulos, a legislação brasileira estabelece como condições: a) referenciais necessários à clara identificação do preço ou do índice; b) instituições responsáveis pela apuração/divulgação; a praça ou o mercado de formação do preço e nome do índice; e c) os indicadores devem ser apurados por instituições idôneas, com divulgação periódica e facilidade de acesso.”
Os resultados do trabalho apontaram um crescimento contínuo durante a última década, transformando os produtos florestais na segunda fonte de renda da agricultura paulista, atrás apenas da cana-de-açúcar. Observou-se no índice para o ano de 2009 uma queda nas cotações como reflexo da crise econômica que teve início no final de 2008. No entanto, desde julho, começou a dar sinais de recuperação, em função das perspectivas favoráveis para 2010.
Segundo os autores, a  melhoria no processo de coleta e tratamento das informações relativas às cotações dos principais produtos da silvicultura paulista tem permitido aprimorar os instrumentos à disposição do produtor rural e dos demais integrantes da cadeia de produção, visando modernizar as relações de mercado e de financiamento setorial. A produção deste primeiro índice de cotação de madeira de eucalipto é um sinal evidente dessa modernização, induzindo com o tempo ao desenvolvimento de um mercado futuro desses produtos, já que é um aspecto necessário dessa institucionalização.
O artigo é de autoria dos pesquisadores Eduardo Pires Castanho Filho, José Alberto Ângelo, José Roberto Vicente, Luis Fernando da Costa Alves Feijó e Luis Henrique Domicildes Câmara Leal Oliveira. 
 Outros destaques da edição de março são  os artigos que tratam da produção de vinho artesanal em Jundiaí, da competitividade da cadeia produtiva da carne bovina no Estado de São Paulo, do sistema agroindustrial brasileiro de pescado e do valor da produção agropecuária brasileira por Estado. 
Link: íntegra da edição de março da Revista Informações Econômicas
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
Maitê Laranjeira (estagiária)
(11) 5067-0424
Acompanhe a Secretaria de Agricultura:
www.agriculturasp.blogspot.com
www.twitter.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agriculturasp

 

Pin It

Notícias por Ano