cabecalho apta130219

SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ESTIMULA BOLSISTAS E ESTAGIÁRIOS DO INSTITUTO DE PESCA

No dia 25 de julho, realizou-se, no auditório do Instituto de Pesca, o 1o Seminário de Iniciação Científica do Instituto de Pesca (SICIP), coordenado pela pesquisadora científica Massuka Yamane Narahara. Na ocasião, bolsistas do PIBIC/CNPq/IP e estagiários do I.P., de diferentes formações acadêmicas (agronomia, biologia, bioquímica, engenharia de pesca, medicina-veterinária, dentre outras), expuseram resultados de trabalhos científicos, no total de vinte, desenvolvidos sob a orientação de pesquisadores da Instituição, nas áreas de pesca e aqüicultura. Para Cacilda Thais Janson Mercante, pesquisadora e orientadora do trabalho “Avaliação dos efluentes de pesque-pague por meio das medida de carga de nitrogênio e fósforo nas sub-bacias Guarapiranga e Tietê cabeceiras: um estudo preliminar”, apresentado pela estagiária Jeniffer Pereira, o 1º SICIP consolidou a contribuição dos pesquisadores na formação de estudantes. Thais Mercante observou, ainda, o empenho dos estudantes, ao apresentarem os trabalhos com desenvoltura e maturidade científica. “Os recursos didáticos foram bem explorados pelos estudantes apresentadores”, comentou o pesquisador Júlio Vicente Lombardi, orientador do trabalho “Avaliação química e fisiológica da desintoxicação de tilápia (Oreochromis niloticus) contaminada com metilmercúrio (MeHg) e depurada por 90 dias”, apresentado pela bolsista do PIBIC Natália Palermo Pereira Caruso. Lombardi ressaltou ainda o bom nível de conhecimento científico dos apresentadores. Sobre o estudo de Natália Caruso, ele o considerou como importante contribuição social, já que aborda a contaminação de bacias hidrográficas, de onde provêm peixes consumidos pela população, por metais pesados. “Um evento que reúna e apresente todo o resultado do esforço institucional no programa de iniciação científica é uma importante ferramenta de auto-avaliação e um recurso de difusão de imagem de competência técnica”, arremata o pesquisador Roberto da Graça Lopes. “A realização do Seminário de Iniciação Científica, uma espécie de mosaico de ações de pesquisa, obrigatoriamente construído em muitas frentes de atuação, em muitas especialidades e sob a tutela de diferentes orientadores, pode, no entanto, não apresentar os resultados esperados, caso não se apoie em qualidade. Felizmente, o SICIP alcançou o nível de excelência necessário, permitindo que o público externo percebesse mais claramente o papel e o potencial do Instituto de Pesca como instrumento de geração de conhecimento e de futuros especialistas, além de oferecer à comunidade funcional um ‘feed-back’ quanto à qualidade do conjunto da pesquisa em desenvolvimento, uma vez que os resultados das ações de iniciação científica apresentados vinculavam-se a diversas linhas de pesquisa do Instituto. Um evento como esse apenas destaca que não é possível iniciação científica de qualidade sem bons programas de pesquisa e especialistas”, conclui Graça Lopes. Outras informações e os resumos dos trabalhos apresentados podem ser conferidos no tópico SICIP, do site www.pesca.sp.gov.br.
Pin It

Notícias por Ano