cabecalho apta130219

Secretaria de Agricultura lança série com dez podcasts sobre suas pesquisas com controle biológico

Audioboletins abordarão o uso da tecnologia em soja, cana, citros, morango, flores, banana, seringueira e pastagens

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo lança nesta segunda-feira, 25 de janeiro, uma série com dez podcasts relacionados às pesquisas do Instituto Biológico (IB-APTA) em controle biológico e bioinsumos. A série terá dez episódios que irão ao ar pelo Spotify e Soundclound todas as segundas e quartas-feiras. O IB é referência brasileira em pesquisas em controle biológico, uma área que cresce 20% ao ano, aproximadamente.

O controle biológico consiste no uso de um inimigo natural para combater determinada praga ou doença. A tecnologia é considerada sustentável, pois reduz ou elimina a necessidade de utilizar defensivos agrícolas. A série da Secretaria abordará as pesquisas nessa área relacionadas à soja, cana-de-açúcar, citros, morango, flores, banana, seringueira e pastagens, além do uso do Trichoderma, um fungo considerado do bem, que além de ajudar no controle de outros fungos, auxilia no crescimento e produtividade das plantas.

“O IB desenvolve pesquisas em controle biológico há 50 anos e possui soluções tecnológicas para a aplicação de bionsumos em importantes pragas que ocorrem nas principais culturas comerciais de São Paulo e do Brasil. Essa série de podcasts será muito importante para mostrarmos aos produtores rurais e para a população as pesquisas e inovações que desenvolvemos na área”, afirma Ana Eugênia de Carvalho Campos, diretora geral do IB.

O Instituto Biológico mantém o Programa de Inovação e Transferência de Tecnologia em Controle Biológico (Probio), que visa promover e oferecer novas tecnologias para o setor. Ao todo, 80 empresas brasileiras que produzem bioinsumos utilizam cepas selecionadas pelo Instituto ou passaram por treinamento na instituição.

“Os resultados do IB nesta área estão em dois milhões de hectares cultivados com cana-de-açúcar no Brasil, três milhões de soja, 2.500 hectares em plantas ornamentais e morango, além de mil hectares cultivados com banana”, afirma José Eduardo Marcondes de Almeida, pesquisador do IB.

Natureza controlando natureza

O controle biológico pode ser resumido como “natureza controlando natureza”. Os agentes de controle biológico agem em um alvo específico, não deixam resíduos nos alimentos, são seguros para o trabalhador rural, protegem a biodiversidade e preservam os polinizadores.

Por Fernanda Domiciano
Assessoria de Imprensa - APTA
fdomiciano@sp.gov.br
g
salmeida@sp.gov.br

 

Pin It

Notícias por Ano