cabecalho apta130219

SECRETARIA ANUNCIA MUDANÇA NO CRÉDITO PARA AGRICULTURA FAMILIAR

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, João Sampaio, anunciou nesta quinta-feira (2 de agosto), em Agudos (região de Bauru), alterações na concessão de créditos para a agricultura familiar. O anúncio foi feito no primeiro dia da V Agrifam – Feira da Agricultura Familiar e do Trabalho Rural, que segue até o próximo domingo. “Ampliamos o número de beneficiados, com o oferecimento de crédito ainda mais barato, parte de um conjunto de ações da Secretaria com o objetivo de dar ao produtor a possibilidade de diversificar culturas, gerando mais renda e emprego no campo”, afirmou Sampaio. A partir de agora, o Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap) passa a abranger também produtores com renda bruta anual de até R$ 400 mil – considerados como classe média rural. Até então, os recursos eram voltados somente para os com renda de até R$ 215 mil. Também foi reduzida a taxa de juros do fundo, de 4% ao ano para 3%. As linhas de financiamento para diversificação das atividades agrícolas, que engloba o Moderfrota Paulista (Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras), foram reformuladas. O Moderfrota oferece ao produtor a possibilidade de renovação do seu principal ativo – o trator, com juros de 3% ao ano. Os recursos para aquisição de máquinas de plantio direto saltaram de R$ 25 para R$ 55 mil, acompanhando, assim, a correção nos preços do equipamento. A Secretaria de Agricultura vai disponibilizar, durante toda a Agrifam, R$ 5 milhões em crédito para as 27 linhas de financiamento do Feap e subvenção de 50% do prêmio do seguro rural para aqueles que aderirem ao projeto. O visitante também poderá conhecer o que a diretoria executiva do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) na Secretaria tem a oferecer. No ramo da piscicultura, o financiamento do Feap é de R$ 40,4 mil para aquisição de tanques-rede, barcos e insumos. A ovinocultura, atividade em crescimento e importante alternativa na geração de renda, terá um limite de até R$ 100 mil para o tomador que queira melhorar geneticamente o seu plantel e suas instalações. O mesmo é válido para os criadores de caprinos. A agricultura em ambiente protegido, reconhecida como uma forma de verticalizar a utilização da terra com mais tecnologia, teve seu teto de financiamento alterado para R$ 50 mil para ambientes de até mil metros quadrados. Outros destaques - No evento, a Secretaria vai apresentar uma série de ações e projetos que desenvolve no âmbito da agricultura familiar e colocará o seu corpo técnico à disposição dos visitantes. Os destaques ficam por conta da mostra dos projetos no estande da pasta e da demonstração de agricultura em ambiente protegido com a montagem de um modelo de estufa com as mais diversas culturas incluindo a higienização e processamento de verduras e legumes (alternativa de geração de renda para o pequeno produtor), cultivo de girassol, milho, nabo, feijão, aveia, sorgo e outras culturas na área de um sítio-modelo. O estande da Secretaria vai oferecer o selo “Eu tenho a DAP” (Declaração de Aptidão do Produtor), que é sua “carteira de identidade”. É ela que viabiliza os pedidos de financiamentos. No Estado de São Paulo, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) é a representante oficial do Governo Federal e tem a função de cadastrar os agricultores. A declaração tem validade de seis anos e é emitida pelas Casas da Agricultura instaladas em todos os municípios. O agricultor conhecerá alternativas na linha do desenvolvimento sustentável, com experiências em culturas para fabricação de biodiesel, poderá ver e adquirir mudas produzidas pela Cati, além de conhecer toda a linha de publicações técnicas e instruções práticas para o produtor. As principais linhas de pesquisas dos seis institutos ligados à Secretaria também serão mostradas ao público. Diariamente, os interessados aprenderão como aproveitar melhor os alimentos e acompanharão o desenvolvimento de receitas dentro de uma cozinha experimental. Sobre a agricultura familiar - Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a agricultura familiar é responsável por 60% dos alimentos que chegam à mesa das famílias brasileiras, representa 85% das propriedades rurais e é responsável por 10% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. São aproximadamente 4,1 milhões de famílias gerando renda e respondendo por 77% das ocupações produtivas.
Pin It

Notícias por Ano