cabecalho apta130219

Referência no Brasil, Boletim do Instituto de Pesca completa 45 anos

O Boletim do Instituto de Pesca, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, completou 45 anos trazendo um panorama histórico do desenvolvimento das pesquisas realizadas ao longo do tempo para o aperfeiçoamento da piscicultura do Estado de São Paulo.
Editada pela primeira vez, em 1971, o Boletim pode ser considerado a primeira revista técnica voltada às áreas de Pesca, Aquicultura e Limnologia no Brasil. Desde então foram publicados e disponibilizados 42 volumes do BIP. “O objetivo do Boletim do Instituto de Pesca é reunir notas e artigos científicos inéditos que são resultado de pesquisas relevantes desenvolvidas por pesquisadores do Brasil e do exterior”, sintetizou Alberto Amorim, pesquisador do Instituto de Pesca e editor-chefe da publicação.
Para atingir este objetivo, o BIP conta com um Comitê Editorial composto por pesquisadores do Instituto de Pesca, e também com editores associados estrangeiros. Eles têm a missão de revisar os cerca de 140 artigos científicos recebidos pelo Boletim ao ano. “Editar a revista exige muito trabalho. Todos os artigos submetidos são revisados por ao menos dois especialistas com expertise na área, que desempenham o papel de avaliar a qualidade desses trabalhos e também de sugerir adequações. Só depois de passar por esse crivo, os artigos e as notas são publicados no Boletim”, explicou Amorim.
Mais de 1.300 artigos científicos foram publicados nos últimos 45 anos do BIP, a maior parte deles em português. Mas, de acordo com Amorim, o número de artigos escritos em espanhol e inglês tem crescido significativamente. “Atualmente, nós temos incentivado as submissões de artigos redigidos em inglês e espanhol, a fim de aumentar o impacto da revista. Nestes casos, quem faz a revisão do trabalho é um especialista indicado pelo Comitê Editorial da revista”, contou o pesquisador.
E a estratégia tem surtido efeito. De acordo com a ferramenta de classificação de periódicos científicos WEBQUALIS, mantido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), o BIP está ranqueado como B1 nas áreas de Ciências Ambientais e Engenharias I e como B2 em Zootecnia e Recursos Pesqueiros, Medicina Veterinária e Ciências Agrárias II. Seu índice de impacto subiu de 0,223 em 2012 para 0,525 em 2016 no Journal Citation Reports (JCR) - recurso que permite avaliar e comparar revistas científicas indexadas na base Web of Science (WoS) por meio da análise de dados de citações. “Esse conjunto de números, para quem não tem familiaridade, pode não dizer muita coisa. Mas são eles que balizam a qualidade das publicações, atraindo pesquisadores que querem dar maior visibilidade aos resultados de seus trabalhos”, diz o editor.
Para o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, as publicações da Pasta, como o tradicional Boletim do Instituto de Pesca, “configuram um importante espaço de disseminação de informações especializadas, conforme orienta o governador Geraldo Alckmin, contribuindo para tornar conhecidos os avanços obtidos por pesquisadores de todas as partes do mundo”.
Edição especial AQUACIÊNCIA 2016
Até o dia 15 de novembro de 2016, os pesquisadores que apresentaram trabalhos na forma oral ou painel durante o Congresso Brasileiro de Aquicultura e Biologia Aquática (AQUACIÊNCIA) 2016, ocorrido em Belo Horizonte, poderão submeter seus trabalhos na forma de artigo completo a uma edição especial do Boletim do Instituto de Pesca (BIP).
Esta é a segunda vez que uma edição especial do BIP é dedicada aos trabalhos apresentados na AQUACIÊNCIA, efetivando a parceria entre o Instituto de Pesca e a Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática (AQUABIO), organizadora do congresso.
Os interessados devem submeter os manuscritos pelo e-mail aquabio.bip@gmail.com. A previsão é que a edição especial AQUACIÊNCIA do BIP seja lançada no início do próximo ano. Para mais informações sobre esta edição, acesse http://aquaciencia.aquabio.com.br/pt/trabalhos/boletim-do-instituto-de-pesca.
Mais Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento
Instituto de Pesca
(11) 3871-7588
cecomip@pesca.sp.gov.br

Pin It

Notícias por Ano