cabecalho apta130219

Promissores os dados preliminares de cultivo de hortaliças em plantio direto, com adubação verde

São animadores os dados preliminares do cultivo de alface americana e brócolis cabeça única em plantio direto, desenvolvido na UPD São Roque/APTA, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, com adubação verde prévia. A crotalária júncea semeada em outubro de 2008 produziu cerca de 150 toneladas por hectare de massa fresca. Ao invés de ser incorporada ao solo, a crotalária foi roçada (roçadeira costal) e o material vegetal foi deixado sobre o solo para servir de cobertura morta para os experimentos de alface e brócolis.
Artigo recente dos pesquisadores Sebastião Wilson Tivelli (UPD São Roque-APTA), Luis Felipe Villani Purqueiro (IAC-APTA) e Cristiani Kano (Polo Regional Leste Paulista/APTA) mostra que o plantio direto de hortaliças é uma alternativa adequada ambientalmente e economicamente para o cultivo orgânico, pois não destrói os microrganismos do solo e aumenta a matéria orgânica do solo, além de reduzir custos. A cobertura morta proporcionada pelo sistema irá aumentar a eficiência do uso da água no cultivo de hortaliças. A inclusão da adubação verde no sistema de plantio direto poderá reduzir o aporte de composto. 
Para o experimento com alface americana no plantio direto, dizem os pesquisadores, as alfaces plantadas nas parcelas sem adubação verde prévia apresentaram diâmetro inferior àquelas plantadas nas parcelas onde anteriormente foi cultivado crotálaria júncea. Resultado semelhante foi obtido no cultivo de brócolis cabeça única no plantio direto, no qual o diâmetro e o peso da cabeça de brócolis foram superiores quando cultivados após a adubação verde. No caso do brócolis, o cultivo sem a adubação verde não produziu cabeça comercial no sistema de plantio direto.
Outro expressivo resultado destes experimentos, prosseguem os especialistas, foi a constatação de que, em sendo realizada a adubação verde, neste caso com a crotalária júncea, é possível reduzir em 50% a quantidade de composto orgânico aplicado no plantio. No caso dos experimentos da UPD São Roque, avaliou-se a aplicação da dose normal (20 L m-2) de composto orgânico a base de esterco de cavalo e húmus de minhoca em relação à metade da dose (10 L m-2). A produção de alface e brócolis na dose normal foi semelhante à produção obtida com a metade da dose do composto orgânico e ou do húmus de minhoca.
O plantio direto de hortaliças é uma alternativa adequada, ambiental e economicamente, para o cultivo orgânico, concluem os pesquisadores. É que não destrói os microrganismos do solo e aumenta a matéria orgânica do solo, além de reduzir custos. A cobertura morta proporcionada pelo sistema irá aumentar a eficiência do uso da água no cultivo de hortaliças. A inclusão da adubação verde no sistema de plantio direto poderá reduzir o aporte de composto
Link: íntegra do artigo “Adubação verde e plantio direto em hortaliças”
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424
Acompanhe a Secretaria de Agricultura:
www.agriculturasp.blogspot.com
www.twitter.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agriculturasp

Pin It

Notícias por Ano