cabecalho apta130219

Projeto do Instituto de Pesca, em Cananéia, ganha laboratório multifuncional com apoio da FAPESP

O Instituto de Pesca (IP-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, monta laboratório multifuncional de pesquisa em Cananéia, São Paulo. No laboratório serão desenvolvidas pesquisas na área de genética de populações, ecotoxicologia, ecofisiologia e utilização de nanopartículas na aquacultura. O laboratório contou com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).
O pesquisador do IP, Edison Barbieri, desenvolve no município o projeto “Análise genética de ostras perlíferas do gênero ‘Pictada’ ou da espécie ‘Pictada imbricata’ através de RFLP”. O projeto tem o objetivo de identificar as espécies de ostra do gênero Pictada encontradas no litoral de São Paulo, visando ao entendimento das relações filogenéticas entre esses animais.
O projeto visa também realizar análises dos estoques populacionais amostrados no litoral paulista, comparando-os a outras populações do Atlântico Ocidental, com o intuito de pesquisar a variabilidade, o fluxo gênico e seu status atual.
De acordo com Barbieri, os resultados poderão contribuir para o manejo adequado dessas populações de ostras, norteando, inclusive, novos cultivos desses organismos de grande importância econômica.
Na região de Cananéia há uma significativa produção de ostras. O laboratório também foi planejado para atender a algumas demandas dos produtores locais, que não têm condições de arcar com os custos de algumas análises.
Pin It

Notícias por Ano