cabecalho apta130219

Projeto de educação ambiental em bacia hidrográfica recebe “Prêmio COFEHIDRO 2011”

O projeto de educação ambiental “Bacia Hidrográfica: um instrumento na Educação (FEHIDRO TG 355/2008)”, conduzido em Pindorama (SP) pelo Polo Centro Norte/APTA Regional da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, venceu o Prêmio COFEHIDRO 2011 de “Melhor Projeto” na modalidade “capacitação, comunicação social e educação ambiental”. A entrega do prêmio ocorreu no dia 13 de dezembro, no Palácio dos Bandeirantes, em evento presidido pelo secretário de Saneamento e Recursos Hídricos, Edson Giriboni, representando o governador Geraldo Alckmin, e pelo coordenador do Conselho de Orientação do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (COFEHIDRO), José Walter Figueiredo Silva.
Receberam o prêmio José Luis Pedrão, presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios Turvo e Grande (CBH-TG), onde o projeto é desenvolvido; a bióloga e funcionária do Polo Regional Maria Conceição Lopes, monitora do projeto; e Orivaldo Brunini, presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (FUNDAG) que apoia o trabalho.         
O projeto, desenvolvido no âmbito da Bacia Hidrográfica dos Rios Turvo e Grande e coordenado pelo pesquisador Antonio Lucio Mello Martins, é financiado pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO), via CBHG-TG. O objetivo do prêmio (COFEHIDRO) é incentivar, valorizar e divulgar iniciativas que contribuam com uma gestão eficiente dos recursos hídricos, por meio da otimização na aplicação de recursos do FEHIDRO e do desenvolvimento de projetos.
O projeto do Polo Centro Norte, iniciado em 2005, busca promover a interação entre pesquisa científica e a educação ambiental, de maneira a desenvolver com educadores e educandos da rede de ensino pública e particular conceitos de uso e ocupação da água e do solo de uma bacia hidrográfica. Também busca incutir nos alunos a importância da preservação dos recursos hídricos através de atividades de reconhecimento de bacia hidrográfica e de percepção em visitas monitoradas à Microbacia Córrego da Olaria, situada no Polo Regional.
Além disso, oferece capacitação a educadores com palestras e oficinas pedagógicas, dando suporte técnico ao planejamento pedagógico, para melhor atuação no processo de ensino e aprendizagem da rede escolar. Com isso, gera ações ambientais como reflorestamentos, exposições culturais e construção de maquetes de alvenaria para a realização de atividades itinerantes que atingem a comunidade regional, explica Maria Conceição.    
O projeto já está em sua terceira fase. Os resultados de educação ambiental são expressivos até agora: 57 capacitações entre técnicas e pedagógicas; 185 educadores e técnicos capacitados; dois encontros de educação ambiental; o primeiro workshop da Microbacia do Córrego da Olaria e um encontro comemorativo. “Estas ações são uma forma de popularizar os conceitos técnico-científicos acerca do uso e ocupação do solo e da água de uma bacia hidrográfica e da preservação de recursos hídricos”, resume Maria Conceição. Além disso, “divulga a instituição de pesquisa e articula as ações ambientais na bacia, contribuindo para a melhor gestão dos municípios envolvidos”. Segundo Antonio Lucio, este prêmio é o reconhecimento de um trabalho de temática ambiental que corresponde à missão do Polo Regional de "transferência do conhecimento ao nível regional".               
Veja a íntegra da reportagem sobre o projeto de educação ambiental do Polo Centro Norte/APTA Regional/SAA-SP: http://www.apta.sp.gov.br/noticias.php?id=3965
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
Camila Amorim/Eliane Christina da Silva (estagiárias)
(11) 5067-0424
 

Pin It

Notícias por Ano