cabecalho apta130219

Produção paulista de grãos na safra 2010/11 deve atingir 6,7 milhões de toneladas

A colheita paulista de grãos na safra agrícola 2010/11 deve atingir 6,7 milhões de toneladas, um acréscimo de 1,9% em relação ao ano anterior, de acordo com o 4º levantamento de previsão e estimativa de safra realizado em abril pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (C ATI), ambos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. 
A produção de soja deve aumentar 10,9%, para 1,53 milhão de toneladas, frente à safra anterior, principalmente pelo aumento de 7,7% na área (para 524,19 mil hectares). Já a produção de milho safrinha deve atingir 1,13 milhão de toneladas (acréscimo de 8,7%), também beneficiada pela ampliação de 9,2% na área cultivada (para 276,87 mil hectares).
Por sua vez, a produção de milho de verão deve atingir 3,26 milhões de toneladas (decréscimo de 3,1%) devido à redução de 5,2% na área (para 558,67 mil hectares).  O milho vem sofrendo nos últimos anos forte competição de área com atividades de menor risco e mais rentáveis, como as da cana-de-açúcar e da soja, dizem os pesquisadores do IEA responsáveis pela previsão de safra.  
O conjunto das culturas anuais apresenta acréscimo de 6,06% na produção e de 5,42% na produtividade da terra, com estabilidade na área plantada (0,60%), segundo os técnicos do IEA. No caso específico dos grãos, espera-se aumento na produção (3,18%) e na produtividade (3,6%) e leve decréscimo na área (0,4%).
Destaques ainda para amendoim das águas, com previsão de produção de 205,52 mil toneladas (aumento de 17,8%); batata de inverno, 332,45 mil toneladas (mais 3,9%); batata da seca, 149,97 mil toneladas (14,9%); feijão das águas, 138,96 mil toneladas (mais 2,4%) e arroz, 100,22 mil toneladas (mais 5,5%). 
As culturas perenes e semiperenes apresentaram ganhos de produção (1,97%), de produtividade da terra (0,81%) e de área plantada (1,02%).
A cana-de-açúcar para indústria deve somar 437,53 milhões de toneladas (acréscimo de 1,8%), com área praticamente estabilizada em 5,75 milhões de hectares. Já a produção de laranja é prevista em 369,16 milhões de caixas (mais 14,6%), de acordo com o levantamento IEA/CATI/CONAB.
No caso do café, o levantamento IEA/CATI estima encolhimento de 24,4% na safra, para 3,7 milhões de sacas beneficiadas, devido à menor produtividade da terra (21,7%), principalmente por causa da bienalidade da lavoura, e à redução de 2,7% na área (para 217,08 mil hectares).    
A produção de mandioca para indústria é estimada em 1,05 milhão de toneladas (mais 7,0%) e a de tomate envarado deve somar 550,52 mil toneladas (mais 10,3%).
Link: íntegra do levantamento 
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende/Eliane Cristina da Silva e Camila Amorim (estagiárias)
(11) 5067-0424
Acompanhe a Secretaria:
www.agriculturasp.blogspot.com
www.twitter.com/agriculturasp 
www.flickr.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agriculturasp
www.facebook.com/agriculturasp
www.delicious.com/agriculturasp
http://www.orkut.com.br
 

Pin It

Notícias por Ano