cabecalho apta130219

Produção de cana-de-açúcar continua mais eficiente nas regiões tradicionais do Estado

A eficiência econômica da cana-de-açúcar nas safras agrícolas de 2006 e 2007 foi analisada por pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, para as principais regiões produtoras do Estado de São Paulo. Ao comparar a eficiência econômica entre áreas de produção tradicionais e novas, os pesquisadores Sérgio Alves Torquato, Renata Martins e Soraia de Fátima Ramos concluíram que as regiões tradicionais mostram-se mais próximas da fronteira de eficiência. Já as regiões novas estão mais dispersas em relação à fronteira de eficiência e oferecem elementos que indicam a acomodação da produção nesses novos arranjos. A íntegra do artigo está disponível na revista “Informações Econômicas” (edição de maio/2009).
Outro destaque da edição é o estudo, dos pesquisadores Sueli Alves Moreira Souza e José Sidnei Gonçalves, sobre a evolução da balança comercial paulista e brasileira no período 1997-2008. O trabalho mostra que 80% das vendas externas em São Paulo são de produtos processados, enquanto no restante do Brasil os produtos básicos representam em torno da metade das exportações setoriais. “De outro ângulo, mostra os primeiros impactos da crise econômica internacional que já afetam os desempenhos do comércio exterior brasileiro como revelam os indicadores para o ano de 2008”.
No âmbito regional, trabalho de pesquisadores da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) apresenta os custos de produção e a rentabilidade das culturas do feijoeiro, da aboboreira e da mandioca para indústria entre as linhas do plantio de eucalipto, no modo de produção familiar, em Capão Bonito (SP). Os pesquisadores Cristina Fachini, Edison Ulisses Ramos Junior, Vera Lúcia Nishijima Paes de Barros e Valdir Luchesi Junior concluíram que o plantio da mandioca apresentou alta lucratividade, tendo sido bem-sucedido no sistema consorciado com eucalipto. Já os custos de produção do feijoeiro e da aboboreira não se mostraram viáveis economicamente nesse sistema, devido à baixa produtividade e ao alto preço dos fertilizantes.
Outros destaques da edição da revista são os artigos sobre a agropecuária no Estado de Rondônia e os investimentos estrangeiros na agroindústria canavieira brasileira, entre outros.
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424
Acompanhe a Secretaria de Agricultura no twitter

Pin It

Notícias por Ano