cabecalho apta130219

Primeira safra de milho cresce 27%, prevê IBGE

Ao divulgar ontem seu primeiro prognóstico do ano para a safra agrícola de 2006 (o segundo em relação à safra do corrente ano), o IBGE aumentou em um ponto percentual sua previsão anterior, divulgada há menos de um mês, e anunciou que a próxima safra de verão deve chegar aos 34,588 milhões de toneladas, um volume que, se confirmado, representará aumento de 27,22% sobre a safra de verão de 2005. Analisados as perspectivas de produção de onze diferentes produtos agrícolas (algodão, amendoim, arroz, batata, cana-de-açúcar, cebola, feijão, fumo, mandioca, milho e soja), o IBGE observa que enquanto apenas quatro deles (cebola, feijão, fumo e milho) apresentam variação positiva em relação à área cultivada, pelo menos sete produtos devem apresentar variação positiva no tocante ao volume: cana-de-açúcar, cebola, feijão, fumo, mandioca, milho e soja. No caso específico do milho, o IBGE antevê variação positiva não só na área cultivada e no volume produzido, mas também na produtividade. Assim, enquanto a área plantada deve aumentar 5,76% e a produção 27,22%, a produtividade deve apresentar incremento de 15,22%, o que, em valores absolutos, equivale a 9,499 milhões de hectares cultivados, produção de 34,588 milhões de toneladas e rendimento médio de 3,641 t/ha. Note-se, de toda forma, que está sendo prevista para o Rio Grande do Sul, por exemplo, aumento de produtividade do milho de 104% em relação aos resultados de 2005. Como, mais uma vez, a estiagem afeta as lavouras gaúchas, novamente os prognósticos de produção e produtividade podem não se concretizar.

Pin It

Notícias por Ano