Apta

PRESENÇA JAPONESA EM SOLO PAULISTA

No ano de 2008, comemoramos 100 anos da imigração japonesa no Brasil. Em 18 de junho de 1908 chegou ao porto de Santos o navio Kasato Maru, que trouxe as primeiras 165 famílias. Grande parte destes imigrantes era formada por camponeses de regiões pobres do norte e sul do Japão, que vieram trabalhar nas fazendas de café de São Paulo. Nos primeiros anos da imigração, aproximadamente quinze mil japoneses chegaram ao Brasil. Este número aumentou muito com o início da Primeira Guerra Mundial. Pesquisas indicam que de 1918 até 1940, aproximadamente 160 mil japoneses vieram morar em terras brasileiras. A maioria destes imigrantes preferiu o Estado São Paulo, pois nesta região já estavam formados bairros e até mesmo colônias com um grande número de japoneses. 
Um século depois, a presença japonesa pode ser constatada na cultura, esporte, religião e principalmente na culinária, com inúmeros livros e artigos publicados sobre o assunto. Porém, a influência nipônica na agricultura paulista, embora bastante marcante, não dispõe de muitos estudos sobre o tema. No artigo “Agricultores Nikkeis no Estado de São Paulo” os pesquisadores Alfredo Tsunechiro e Francisco Alberto Pino, do Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta), apresentam o perfil dos proprietários nikkeis de imóveis rurais paulistas no final do século XX, comparando-os com os demais proprietários. De acordo com os autores, “o ineditismo do trabalho consiste na quantificação da contribuição dos imigrantes japoneses para a agricultura paulista”. 
Utilizando como fonte o Lupa (Levantamento das Unidades de Produção Agropecuária), censo realizado pelo IEA em conjunto com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), em 1995 e 1996, os pesquisadores identificaram os produtores de origem japonesa num cadastro de mais de 277 mil propriedades rurais no Estado de São Paulo e descobriram que eles estão presentes em 84% dos municípios paulistas. Em 13 municípios as propriedades de nikkeis representam metade ou mais em número do total de imóveis rurais paulistas. 
Segundo os autores, além de influenciar nossos hábitos alimentares introduzindo no País novos produtos agrícolas, especialmente frutas, flores e plantas ornamentais e os chás. Os nikkeis também trouxeram para o Brasil as primeiras noções de cooperativismo e associativismo. 
Este e outros artigos encontram-se disponíveis na 43ª edição da Revista Informações Econômicas. Para acessá-lo, clique aqui
Texto:
Nara Guimarães - Assessora de Imprensa - IEA
(11) 5067-0498

Pin It

Notícias por Ano