Apta

PREÇOS AGROPECUÁRIOS FECHAM O MÊS DE FEVEREIRO EM ALTA

Entre os produtos que apresentaram alta de preços, o campeão é o tomate para mesa que já acumula alta de mais de 290% nos últimos 12 meses. A laranja para mesa também subiu consideravelmente, mas apresenta resultado negativo no acumulado de ano.
O IqPR – Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista encerrou o mês de fevereiro em alta de 2,04%. Os produtos que registraram as maiores altas foram: amendoim (38,55%), tomate para mesa (34,98 %), laranja para mesa (31,85%) e ovos (11,62%), de acordo com o levantamento realizado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.
O aumento das exportações e o bom desempenho das vendas pelas indústrias de confeitos provocaram elevação dos preços do amendoim recebidos pelos produtores paulistas. No caso do tomate para mesa, as chuvas geraram perdas na colheita, com impacto conjuntural no abastecimento do produto, elevando seus preços, afirmam Luis Henrique Perez, Danton Leonel de Camargo Bini, Eder Pinatti e José Alberto Angelo, pesquisadores do IEA.
A escassez de laranja de qualidade e o aumento da demanda com o fim das férias escolares propiciaram o reajuste nos preços recebidos pelos citricultores. A oferta reduzida de ovos no mês de fevereiro apresentou enorme reajuste dos preços recebidos pelos granjeiros.
Os produtos que apresentaram as maiores quedas de preços neste mês foram: batata (13,55%), soja e café (5,23%).
Na última semana de fevereiro foi ofertada batata de baixíssima qualidade, o que colocou o preço médio recebido pelos produtores em queda. A expectativa de uma maior oferta de soja no mercado, porém com perda na qualidade dos grãos, devido ao excesso de chuvas, atuou negativamente na cotação do produto. A queda observada da cotação para o café arábica é resultado de uma diminuição mundial na demanda por essa commodity, que vem sendo paulatinamente substituído pelo café robusta na composição das principais ligas de café torrado e moído.
Em resumo, em fevereiro, 10 produtos apresentaram alta de preços (8 de origem vegetal e 2 de origem animal) e 10 apresentaram queda (6 de origem vegetal e 4 de origem animal).
Acumulado dos últimos 12 meses
Na comparação de fevereiro/2012 com fevereiro/2013, 15 produtos apresentaram variações positivas, os maiores destaques são: tomate para mesa (291,74%), batata (156,74%), carne de frango (81,75%), trigo (60,75%), ovos (51,45 %), arroz (33,20%), soja (32,47%), carne suína (29,26%), feijão (21,03%), amendoim (17,25%) e milho (8,40%). Em menor expressão variaram também positivamente o leite C (5,25%), o algodão (3,84%), o leite B (3,18%) e a carne bovina (0,90%).
Apresentaram reduções de preços no período analisado os seguintes produtos: laranja para indústria (43,38%), banana nanica (36,53%), café (32,73%), laranja para mesa (6,63%) e cana-de-açúcar (4,68%).
Para ler o artigo na íntegra e conferir as tabelas, clique aqui.
Mais informações:
Nara Guimarães
Assessora de Imprensa
Instituto de Economia Agrícola
Tel.: (11) 5067-0498
www.iea.sp.gov.br
Pin It

Notícias por Ano