Apta

Preços Agropecuários apresentam alta de 0,92% em agosto de 2015

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR) registrou alta de 0,92% no mês de agosto de 2015 na comparação com o mês anterior, informa a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Instituto de Economia Agrícola (IEA/APTA). Os produtos que apresentaram as maiores altas foram: banana nanica (29,16%), amendoim (15,65%), soja (8,01%) e café (7,35%). 
Para a banana nanica, a baixa luminosidade no inverno reteve o desenvolvimento e a formação dos cachos, o que ocasionou menor oferta do produto e o aumento dos seus preços. No caso do amendoim, a manutenção de uma demanda aquecida por parte do mercado industrial doméstico nesse período de entressafra aliada ao reajuste dos carregamentos do produto ao mercado internacional (que repassa a interferência da valorização do dólar) se manifestam como os principais indicativos da subida do preço recebido pelo agricultor, esclarecem José Alberto Angelo e Danton Bini, pesquisadores do IEA, responsáveis pelo artigo.
Altas do dólar com reajuste da precificação em reais do produto, problemas climáticos nos Estados Unidos e estoques equilibrados apresentaram-se como os principais motivos do reajuste do valor da soja recebido pelos produtores.
Já os produtos que apresentaram as quedas mais significativas de preços no mês de agosto/2015 foram: batata (39,06%) e tomate para mesa (13,16%). Maior oferta e incapacidade de serem estocados pela característica de alta pericibilidade já impactaram o varejo em um movimento de desaceleração da inflação visualizado em agosto. No acumulado dos últimos 12 meses, os preços de tomate e de batata estão bem maiores, com reajustes acima de 50%.        
Arnaldo Jardim, secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, destaca que os levantamentos de preços ao produtor, realizados pelo IEA, são importantes balizadores para o cálculo do valor da produção agropecuária. “A análise do comportamento dos preços, juntamente com outras informações produzidas pelo Instituto permitem que a Secretaria de Agricultura elabore políticas para apoiar o produtor. Orientados pelo governador Geraldo Alckmin estamos cada vez mais próximos do setor produtivo e essa é a forma de atuação da nossa secretaria”, destacou.
Para ler o artigo na íntegra e conferir as tabelas, clique aqui.
Por Nara Guimarães
Mais informações:
Assessoria de imprensa – Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
Tel.: (11) 5067-0069
saacomunica@sp.gov.br

 

Pin It

Notícias por Ano