cabecalho apta130219

Preços agrícolas sobem pela nona quadrissemana consecutiva

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR), que mede os preços pagos ao produtor rural, aumentou 0,86% na primeira quadrissemana de agosto, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O índice vem subindo desde a primeira quadrissemana de junho, totalizando nove quadrissemanas consecutivas de alta.
O grupo de produtos de origem vegetal aumentou acima do índice geral, ou seja, 0,91%, enquanto o grupo de produtos de origem animal ficou abaixo deste patamar, com variação positivas de 0,74%. 
Entre os produtos analisados, 13 apresentaram alta nos preços (oito do setor vegetal e cinco do segmento animal), enquanto seis sofreram queda (cinco da área vegetal e um de origem animal).
As altas mais expressivas ocorreram  nos preços do tomate para mesa (57,34%); do milho (15,23%); da carne suína (14,28%); da soja (11,66%) e do café (11,17%).
Variações no clima (chuvas em determinados períodos e baixas temperaturas em todo o período) reduziram a oferta de tomate para mesa nas regiões produtoras, provocando a acentuada elevação de preços, dizem os pesquisadores Luis Henrique Perez, Danton Leonel de Camargo Bini, Eder Pinatti e José Alberto Angelo.
Já as altas das cotações do milho são reflexo da seca que ocorre nos Estados Unidos, com previsão de queda naquela que seria a maior produção americana, segundo o Departamento de Agricultura daquele país (USDA). “Isso vem permitindo o aumento dos preços internos, com expectativa de incremento nas exportações.”
As quedas mais significativas foram observadas nos preços da batata (30,08%); do feijão (13,82%) e da laranja para mesa (7,86%).
Clique aqui pra ver aíntegra da análise
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424

Pin It

Notícias por Ano