cabecalho apta130219

PREÇOS AGRÍCOLAS SOBEM 2,13% NA SEGUNDA QUADRISSEMANA DE DEZEMBRO

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR), que mensura os preços pagos ao produtor, registrou alta de 2,13% na segunda quadrissemana de dezembro. O índice dos produtos de origem vegetal fechou com variação positiva de 3,20%, enquanto que o dos produtos de origem animal encerrou negativamente em 0,52%. Os produtos que registraram as maiores altas foram laranja para indústria (25,41%), laranja para mesa (11,67%), carne de frango (10,96%), café (6,91%) e algodão (5,22%).

“Para as laranjas, a ocorrência da entrada do verão elevando o consumo de sucos impacta nas cotações no sentido da recuperação, uma vez que ainda estão muito inferiores aos observados no ano passado”, explicam os pesquisadores Eder Pinatti, José Alberto Ângelo, José Sidnei Gonçalves e Luis Henrique Perez.

A carne de frango, depois de atingir uma das cotações mais baixas dos últimos meses, iniciou reação em período de aquecimento da demanda e dificuldades de escoamento da produção devido às chuvas torrenciais que ocorreram no Estado.

Os produtos que apresentaram as maiores quedas de preços na segunda quadrissemana de dezembro foram tomate para mesa (27,86%), banana nanica (26,79%), batata (22,41%), amendoim (8,55%), leite tipo B (7,00%) e trigo (5,90%).

“A recuperação da produção de tomate e batata proporciona o retorno de seus preços a níveis mais compatíveis com seus padrões normais de variação sazonal”, dizem os analistas. “A primavera quente e excepcionalmente úmida favorece a formação dos cachos de banana, aumentando a sua oferta em período de maior entrada de frutas no mercado, com grande concorrência entre elas e conseqüente redução de preços.”

Eles informam, ainda, que para o leite e a carne bovina, a entrada no período de safra (melhoria das pastagens, isto é, mais alimento para os animais), com consequente aumento da produção, acarreta preços menores.
Pin It

Notícias por Ano