cabecalho apta130219

Preços agrícolas sobem 1,66% na primeira quadrissemana de novembro

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR) subiu 1,66% na primeira quadrissemana de novembro de 2009, segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O índice de preços dos produtos de origem vegetal aumentou acima do índice geral (2,39%), enquanto o índice de produtos de origem animal recuou 0,14%.
Com a exclusão da cana-de-açúcar do cálculo, tanto o índice geral quanto o índice de produtos vegetais sobem menos, em respectivamente 0,97% e 2,03%.
As altas mais expressivas foram observadas nos preços do tomate para mesa (29,33%), do amendoim (23,87%), da batata (10,42%), da carne suína (8,54%) e do milho (7,24%). A instabilidade do clima, durante o processo produtivo, prejudicou a produção do tomate para mesa, elevando à sua cotação dizem os pesquisadores Eder Pinatti, José Alberto Ângelo, José Sidnei Gonçalves e Luis Henrique Perez.
Já o final do período de safra reduziu a oferta do amendoim, acarretando a valorização do produto, com reflexo na recuperação dos preços que atingiram níveis muito baixos no primeiro semestre do ano, dizem os técnicos. NO caso da batata, o clima também foi o responsável pelas perdas na produção e conseqüente menor oferta do produto no mercado, acarretando a alta das cotações.
“A alta do preço da carne suína ainda apresenta fôlego, influenciada pelo aumento da demanda, principalmente por parte da indústria, que está incrementando a produção de derivados de carne suína, com vista ao consumo do final do ano“, observam os pesquisadores do IEA. Já a alta do petróleo e a quebra de safra nos Estados Unidos e na China começam a impulsionar a recuperação dos preços do milho no Brasil que estão em níveis pouco estimulantes aos produtores.
As quedas mais significativas foram verificadas nos preços do feijão (8,33%), da banana nanica (5,34%), dos leites tipo B e C (5,33% e 4,96%, respectivamente) e dos ovos (4,06%).
A evolução dos preços nesta quadrissemana mostra que houve recuo geral para todos os índices, em comparação com a quadrissemana anterior (quarta de setembro). Os índices geral e de produtos vegetais recuaram 0,9 e 0,4 ponto percentual na ordem, enquanto o índice de produtos animais apresentou maior queda (2,2 pontos percentuais), puxada pelas reduções nos preços do leite e dos ovos no período, superando a elevação das cotações das carnes (suína, frango e bovina).
Link:íntegra da análise dos preços agropecuários referente à primeira quadrissemana de novembro
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0402
 Acompanhe a Secretaria de Agricultura:
www.agriculturasp.blogspot.com
www.twitter.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agriculturasp

 

Pin It

Notícias por Ano