cabecalho apta130219

Preços agrícolas quadrissemanais encerram 2009 com crescimento de 12,04%

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR)  encerrou dezembro de 2009 com ligeira alta de 0,37%, segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O índice de produtos de origem animal apresentou variação positiva (0,64%) superior à do índice geral. Já o índice de produtos vegetais subiu menos (0,27%) do que o índice geral.
Com a exclusão da cana-de-açúcar do cálculo, tanto o índice geral quanto o índice de produtos vegetais apresentaram fortes reduções de respectivamente 1,26% e 3,07%. 
No acumulado de 2009, o índice geral subiu 12,04% e o índice de produtos vegetais apresentou evolução positiva de 19,50%, enquanto o índice de produtos animais terminou o ano com variação negativa de 5,49%. Sem a cana-de-açúcar, o índice geral cresceu 5,25% e o índice de produtos vegetais subiu 15,43%.
As altas mais expressivas em dezembro ocorreram nos preços da laranja para indústria (12,40%), dos ovos (11,46%), da carne de frango (7,61%), da laranja para mesa (5,38%) e do algodão (4,10%). No caso das laranjas (mesa e de indústria), a entrada do verão, que eleva o consumo de sucos, tem impacto na recuperação das cotações, dizem os pesquisadores Eder Pinatti, José Alberto Ângelo, José Sidnei Gonçalves e Luis Henrique Perez.
A carne de frango e os ovos, depois de atingir uma das cotações mais baixas dos últimos meses, iniciaram a reação, dizem os autores da análise. Isto ocorreu em função do período de aquecimento da demanda de final de ano e das dificuldades de escoamento da produção, devido às chuvas torrenciais que ocorreram no Estado.
As quedas mais expressivas foram observadas nos preços da batata (39,85%), da banana nanica (36,08%), do feijão (20,57%), do tomate de mesa (17,89%), do amendoim (11,51%) e dos leites tipo B (5,88%) e tipo C (5,52%). A recuperação da produção da batata e do tomate proporciona o retorno dos preços a níveis mais compatíveis com seus padrões normais de variação sazonal, observam os analistas do IEA.
No caso da banana, a primavera quente e excepcionalmente úmida favorece a formação dos cachos, aumentando a oferta do produto em período de maior entrada de frutas no mercado, com grande concorrência entre elas e conseqüente redução de preços. Para o leite, a entrada no período de safra (melhoria das pastagens, com mais alimento para os animais), e o consequente aumento da produção, acarreta preços menores.
Link: íntegra da análise do Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424
Acompanhe a Secretaria de Agricultura e Abastecimento
www.agriculturasp.blogspot.com
www.twitter.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agriculturasp

Pin It

Notícias por Ano