cabecalho apta130219

Preços agrícolas encerram julho com alta de 2,87%

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR) encerrou o mês de julho com alta de 2,87%, segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Os preços dos produtos de origem animal subiram acima do índice geral (3,53%), enquanto os produtos vegetais aumentaram 2,61%. As maiores altas foram registradas na laranja para indústria (24,68%), feijão (24,53%), tomate para mesa (17,50%), milho (8,26%), carne bovina (7,94%) e carne de frango (6,50%). No caso da laranja para indústria, a baixa oferta do produto deve-se à seca na florada (segundo semestre de 2007) que prejudicou a produção das variedades precoces, ocasionando o aumento da cotação. Quanto ao tomate de mesa, a produção foi afetada pelo clima (baixas temperaturas e a falta de chuvas), o que reduziu sua oferta. As maiores quedas de preços foram verificadas no trigo (5,45%), batata (4,53%), amendoim (2,92%) e a cana-de-açúcar (2,18%). Em relação ao trigo, as reduções das cotações internacionais contribuíram para a queda nos preços do mercado interno. Dos 20 produtos analisados, 19 tiveram variações positivas do preço recebido pelo produtor, na comparação com julho de 2007. O tomate para mesa registrou a maior alta, com 194,78%, seguido do feijão (117,17%) e do arroz ( 44,03%). Os grãos (commodities) tiveram as seguintes elevações: milho (51,43%), soja (66,68%) e trigo (41,52%). Entre os produtos animais, a maior variação ficou com a carne suína (92,98%), seguida da carne bovina (49,26%) e dos leites tipo B e C (pouco mais de 35%). Quanto à carne de frango e aos ovos, as variações ficaram pouco acima de 12%. A análise foi elaborada pelos pesquisadores Eder Pinatti (pinatti@iea.sp.gov.br), Raquel Castellucci Caruso Sachs (raquelsachs@iea.sp.gov.br), José Alberto Angelo (alberto@iea.sp.gov.br) e José Sidnei Gonçalves (sydy@iea.sp.gov.br). A íntegra está disponível no site www.iea.sp.gov.br José Venâncio de Resende Assessoria de Comunicação da APTA (11) 5067-0424
Pin It

Notícias por Ano