Apta

PISCICULTURA É TEMA DE DISCUSSÃO NO NOROESTE PAULISTA

Pesquisadores do Instituto de Pesca (IP) e dos Pólos Médio Paranapanema, Noroeste Paulista e Leste Paulista, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento, apresentam palestras no “I Aquishow do Noroeste Paulista” e no “II Seminário de Piscicultura do Noroeste Paulista”, que acontecem no período de 8 a 10 de outubro, na Estância Turística de Santa Fé do Sul (SP).
Os eventos são promovidos pela prefeitura municipal e pelo Consórcio Intermunicipal para Desenvolvimento Sustentável da Piscicultura, tem o patrocínio do Ministério da Pesca e Aquicultura e várias empresas e contam com o apoio de inúmeras entidades entre elas Instituto de Pesca/APTA e Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI).      
O objetivo do Aquishow é promover a troca de experiências com especialistas na área de aqüicultura (cultivo de organismos aquáticos, incluindo peixes, moluscos, crustáceos, anfíbios e plantas aquáticas para uso do homem). O evento será constituído de palestras, mesas redondas, oficinas, visitas técnicas e exposição de produtos náuticos e de pesca.
No primeiro dia, o pesquisador Giovani Sampaio Gonçalves, do Centro de Pescado Continental do IP em São José do Rio Preto, fala sobre “Boas práticas de manejo na alimentação de tilápias em tanques-redes”. O pesquisador Luiz Marques da Silva Ayrosa, do Pólo Médio Paranapanema/APTA, faz palestra sobre “Procedimentos para regularização de projetos de piscicultura em águas públicas”. Já as pesquisadoras Margarete Mallasen, do Centro de Pescado Continental, e Daercy M. Monteiro de Rezende Ayrosa, do Pólo Médio Paranapanema, participam de mesas redondas.
No segundo dia, a pesquisadora Rose Meire Vidotti, do Centro de Pescado Continental, fala sobre “Tecnologias para o aproveitamento integral da tilápía”. O tema da palestra da pesquisadora Fabiana Garcia, do Pólo Noroeste Paulista/APTA, é “Enfermidades na piscicultura: impacto econômico, diagnóstico, prevenção e tratamento”. O pesquisador João Donato Scorvo Filho, do Pólo Leste Paulista/APTA, faz palestra sobre “Viabilidade econômica da piscicultura”. O pesquisador Eduardo Gianini Abimorad, do Pólo Noroeste Paulista/APTA, participa de mesa redonda.    
O programa prevê ainda a abordagem dos seguintes temas:

PLANO de desenvolvimento para a piscicultura brasileira (Felipe Matias, diretor do Desenvolvimento da Aquicultura do Ministério da Pesca e Aquicultura),

LINHAS de crédito e fomento para piscicultura (Alfredo Chaguri Júnior, diretor-técnico regional da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral – CATI, de Botucatu),

POTENCIAL da região Noroeste para a piscicultura (Fernando Jesus Carmo, assistente agropecuário da CATI, regional de Jales),

AVALIAÇÃO da capacidade de suporte em reservatórios de usinas hidrelétricas (Edmir Daniel de Carvalho, UNESP de Botucatu),

PRODUÇÃO de alevinos de tilápia e melhoramento genético através do DNA (Ricardo Neukirchner, Piscicultura Aquabel),

DEMARCAÇÃO de parques aquícolas em águas públicas: exemplo do Reservatório de Ilha Solteira (Alexandre Ninhaus Silveira, da UNESP de Ilha Solteira),

LEGISLAÇÃO ambiental para a piscicultura no estado de São Paulo (Secretaria do Meio Ambiente),

TENDÊNCIAS do mercado internacional de pescados cultivados (Tito Lívio Capobianco Júnior, diretor comercial da GeneSeas Aquacultura),

IMPACTO econômico do aproveitamento integral da tilápia em processadoras de pequeno e médio porte (Maria Júlia Santa Rosa, Centro de Aquicultura da UNESP de Jaboticabal),

PISCICULTURA em escala industrial (Marcelo Castagnolli),

PEIXES nativos: situação atual e perspectivas de produção no Brasil (Martinho Colpani, Grupo Águas Claras),

PRODUÇÃO de juvenis de tilápia em viveiros escavados (Marcos Nakamura, Escama Forte),

PISCICULTURA em viveiros escavados (Jackson Luiz Cruz da Pinelli, coordenador de Aquicultura Continental do Ministério da Pesca e Aquicultura),

DIFICULDADES econômicas na piscicultura (Hélio Barbosa, Piscicultura Zippy),

MERCADO para piscicultura: custo de produção (Ramon Âmbar Amaral, Grupo Âmbar do Amaral) e

IMPORTÂNCIA da qualidade do peixe para comercialização (Márcio Milan, vice-presidente da Associação Brasileira de Supermercados – ABRAS).

O Aquishow será realizado no Complexo Turístico, Cultural e Histórico Roberto Rollemberg - Avenida Waldemar Lopes Ferraz s/n – Santa Fé do Sul – SP. Outras informações: e-mail: sema@santafedosul.sp.gov.br; telefones: (17) 9628-2839 e 3631-2822 (Ademir) e (17) 9155-7000 e 3631-9500 (Flávia). 
Link: www.santafedosul.sp.gov.br/aquishow.  
Centro de Comunicação do Instituto de Pesca
Antônio Carlos Simões
(13) 3261-5474

Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424

Pin It

Notícias por Ano