Apta

Pesquisadores do IEA analisam o VPA do Brasil por UF

A agropecuária brasileira tem apresentado, nos últimos anos, crescimento significativo da produção, contribuindo para o aumento da renda e do emprego nas cadeias produtivas do agronegócio e de divisas para País, através das exportações, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.  Baseando-se nas publicações “Produção Agrícola Municipal” e “Pesquisa da Pecuária Municipal”, ambas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os pesquisadores Alfredo Tsunechiro, Paulo José Coelho e Maximiliano Miura analisaram a representatividade no ranking nacional e nos principais Estados produtores dos 72 principais produtos que compõem o VPA e divulgam os resultados em artigo publicado no próximo número da revista Informações Econômicas.
O valor da produção agropecuária do Brasil, em 2011, foi estimado em R$ 321,3 bilhões, com 39,1% oriundos de produtos de origem animal, 29,5% de grãos, 7% de frutas e 24,4% de outros produtos. “A UF (unidade da federação) de maior valor da produção foi o Estado de São Paulo, com R$ 46,9 bilhões e participação de 14,6% do VPA do Brasil. Seguiram-se na segunda, terceira e quarta colocações os Estados de Minas Gerais, com 13,2%, Paraná, com 12,4% e Rio Grande do Sul, com 10,8%. A soma dos VPAs das quatro maiores UFs correspondeu a 51,0% do total brasileiro em 2011”, afirma o artigo escrito pelos pesquisadores.
A produção é dispersa em todo o território nacional e composta por um número amplo de produtos de origem vegetal e animal. O principal produto de São Paulo, a cana-de-açúcar, participou com 44,7% do VPA paulista. Destaque-se, que o valor da produção de somente um produto (cana-de-açúcar, com R$ 21 bilhões) de São Paulo foi maior que o valor da produção agropecuária total de cada uma das UFs que se colocaram da 7ª posição para baixo no ranking de 2011. Entre as UFs com os maiores valores de cada produto, destacam-se os Estados do Rio Grande do Sul, que lidera na produção de 17 itens, São Paulo, com 16 itens, Bahia, com 8 itens, Paraná, e Minas Gerais, com 6 itens cada.
No âmbito nacional o grupo de produtos animais foi o mais importante, com participação de 39,1% do VPA total em 2011. O grupo de grãos, que inclui o algodão, contribuiu com 29,5%, seguido do grupo de outros produtos, com 24,4% e do grupo de frutas, com 7%. No grupo dos grãos os Estados do Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Goiás apresentaram os maiores VPs. Mato Grosso se destaca não apenas pelo valor, mas pela participação desse grupo no VPA estadual (71,2%). Outro Estado que se destaca é o Piauí, com contribuição de 54% do grupo de grãos no VPA estadual. Verifica-se que, no grupo das frutas, São Paulo liderou o ranking, com participação de 32,5% do valor total.

Para ler o artigo e consultar as tabelas, clique aqui.

Texto: Nara Guimarães
Assessoria de Imprensa – IEA
11 - 5067-0498
Pin It

Notícias por Ano