cabecalho apta130219

PESQUISADORAS DO IEA APRESENTAM TRABALHOS NO XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA

O XXII Congresso Brasileiro de Fruticultura, principal fórum de intercâmbio técnico-científico da cadeia produtiva de frutas, acontece de 22 a 26 de outubro, em Bento Gonçalves (RS). Dos 1500 trabalhos aprovados pela comissão organizadora do evento, 160 terão apresentação oral. Entre os selecionados, estão os artigos dos pesquisadores Adriana Renata Verdi, Rejane Cecília Ramos e Vagner Azarias Martins, do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo.
O primeiro trabalho a ser apresentado - “O Projeto de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural: apoio aos Viticultores Paulistas” - avalia a evolução das taxas de prêmio praticadas pelas operadoras de seguro junto aos viticultores das principais regiões produtoras de São Paulo e verifica se o aumento da demanda por seguro, mote principal do projeto de subvenção ao prêmio do seguro rural do Estado, influenciou o comportamento do custo do prêmio. Será apresentado pela pesquisadora Rejane Ramos, na terça-feira (23), durante o painel denominado “Defesa Fitosanitária - Economia”, a partir das 14h00.
Em seguida, a pesquisadora Adriana Verdi apresenta: "Seguro para a Fruticultura Paulista: Estratégia de Desenvolvimento Territorial". De acordo com Verdi, ao considerar a importância social e econômica e o cenário de ameaças da fruticultura paulista, tornou-se necessário avaliar a importância da política pública de subvenção ao prêmio de seguro para a fruticultura. Para tanto, a pesquisa partiu das análises descritivas dos dados cadastrados no Sistema de Informatização de Subvenção do Prêmio de Seguro Rural (SUSER), desenvolvido pelo Banco do Agronegócio Familiar - FEAP/BANAGRO.
Tais trabalhos são produto de um projeto mais amplo que está sendo desenvolvido no Instituto de Economia Agrícola, denominado “Evolução das taxas do prêmio do seguro rural frente à política pública de subvenção do Estado de São Paulo”, coordenado pela pesquisadora Rejane Cecilia Ramos.
O evento é uma realização da Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF). Pesquisadores, professores universitários, profissionais vinculados à extensão rural, agentes públicos, empresários e dirigentes de instituições setoriais terão oportunidade de discutir temas como: Cultivo protegido de fruteiras, Novas tecnologias aplicadas à pós-colheita de frutas, Situação do mercado e tendências do consumo de frutas, Agricultura de baixa emissão de carbono e Sistemas agroflorestais baseados em fruteiras, entre outros propostos pelo fórum.  
Mais informações:
Instituto de Economia Agrícola
Nara Guimarães
Assessora de Imprensa
Tel: (11) 5067-0498

Pin It

Notícias por Ano