cabecalho apta130219

Pesquisadora do IAC recebe Prêmio “Marcílio Dias” por pesquisas em olericultura

A pesquisadora da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, que atua no Instituto Agronômico (IAC-APTA), Arlete Marchi Tavares de Melo, recebeu o prêmio “Marcílio Dias” por sua dedicação às pesquisas com pimenta, tomate e cucurbitáceas subutilizadas, como abóbora d’água, melão caboclo, quiabo-de-metro e pepino de chifre.
Durante a homenagem, a pesquisadora dedicou o prêmio aos seus parceiros de pesquisa. “É um privilégio estar entre os laureados. A valorização dada pelo IAC às pesquisas com hortaliças é de grande importância para o desenvolvimento do nosso trabalho”, disse
No IAC, Arlete desenvolve estudos com cultivares e linhagens de pimenta dedo-de-moça com a característica de resistência ao Potato vírus Y, causador de virose comum nesse tipo de pimenta.
A pesquisadora também se dedica aos estudos envolvendo sementes de plantas selecionadas, como a pimenta doce do tipo americana, com fruto amarelo e vermelho tolerantes ao oídio, que causa fungos nas plantas e provoca um bolor pulverulento esbranquiçado. “Essas pesquisas têm por objetivo desenvolver técnicas de resistência a doenças e o melhoramento da qualidade do fruto. Há também um trabalho constante de caracterização intra e interespecífica dos mais de mil acessos da coleção de pimentas mantida pelo IAC”, comenta Arlete.
Todos os trabalhos de pesquisa contam com a participação de estudantes de graduação e pós-graduação, de parceiros da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) e interações com iniciativa privada e agricultores, com o objetivo de orientar o cultivo dos diversos tipos de varietais.
Para o secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, o prêmio é um reconhecimento aos trabalhos desenvolvidos pelos pesquisadores dos institutos de pesquisa da APTA, que contribuem para aumentar a produtividade do campo, gerando valor e renda ao produtor. “Diminuir a distância entre o conhecimento e o homem do campo é uma das diretrizes do governador Geraldo Alckmin e os nossos pesquisadores conseguem cumprir esse propósito”, disse.
O prêmio “Marcílio Dias” é considerado a mais importante láurea da Associação Brasileira de Horticultura (ABH) e é entregue aos profissionais brasileiros de pesquisa, ensino e extensão por suas atividades em benefício do agronegócio de hortaliças.

Pin It

Notícias por Ano