cabecalho apta130219

Pesquisa do ITAL-APTA vence o Prêmio Henri Nestlé na categoria graduação

Por Leila Rinaldi Ming Trabalho de iniciação científica da aluna Maria Elisa Caetano Silva (bolsista do CNPq), realizado no Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, venceu, último dia 20, o Prêmio Henri Nestlé, na categoria graduação e área de tecnologia e bioquímica de alimentos. O projeto foi orientado pelas pesquisadoras Maria Teresa B. Pacheco e Adriane Antunes. A pesquisa – que estudou o aproveitamento das proteínas recuperadas do soro do leite em um iogurte lácteo probiótico (utilizando microorganismos que, quando ingeridos, promovem benefícios à saúde) – concorreu com 247 trabalhos enviados de todo o País. Maria Elisa – que cursa o terceiro ano de Ciência dos Alimentos na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ-USP) - recebeu, pelo resultado, troféu e certificado e ganhou a participação em um congresso nacional com as despesas pagas (transporte, hospedagem e alimentação). Conheça a pesquisa O soro do leite é considerado um transtorno para os laticínios, em especial os pequenos e médios: é um resíduo da fabricação de queijos que, se descartado no ambiente, torna-se um poluente (consome oxigênio na água e exala mau cheiro no solo); é de difícil transporte e as alternativas para seu aproveitamento são poucas e caras. Para se ter uma idéia do problema, para cada tonelada de leite, 30% são transformados em queijo e o que sobra é soro. Em contrapartida, possui uma característica que não pode ser desprezada, mesmo diante de tantos obstáculos: é muito nutritivo, rico em proteínas, vitaminas e sais minerais. Maria Elisa avalia o reflexo que o trabalho realizado pode ter para os diferentes setores envolvidos. “A aplicação de soro de leite em produtos lácteos atende a um apelo ambiental de não descartar esse resíduo. Além disso, as proteínas de elevado valor nutricional e funcional, que são comumente descartadas, podem ser recuperadas e aplicadas em produtos alimentícios. Outra importante contribuição é que o trabalho realizado pode servir de suporte para a realização de outros estudos nessa linha, por meio da utilização de um ingrediente funcional”, detalha. Outras informações sobre o assunto estão disponíveis no site www.ital.sp.gov.br. Assessoria de Comunicação Social (11) 5067-0424 (Gabinete – APTA) (19) 3743-1757 (ITAL – Campinas)
Pin It

Notícias por Ano