cabecalho apta130219

O sistema de Gestão da Qualidade no Instituto Biológico

O Instituto Biológico, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, foi certificado pela empresa de certificação SGS (System & Service Certification), na norma internacional ABNT ISO 9001, que corresponde ao sistema de gestão da qualidade.
A Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA), por meio de seus institutos, vem implantando normas internacionais que permitam o monitoramento de todas as etapas dos processos que compõem o sistema de produção de serviços e produtos.
Para o secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, “a adoção de sistemas de gestão da qualidade em instituições públicas demonstra a transparência dos processos, competência técnica dos Institutos da pasta, atendendo às diretrizes do governador Geraldo Alckmin”, disse.
De acordo com a pesquisadora e Gerente da Qualidade Nayte Vitiello, da SAA, que atua no Instituto Biológico, nas últimas três décadas, “as organizações públicas e privadas vêm adotando novos modelos de gestão, com a finalidade de atender à pressão da sociedade em busca de excelência e qualidade de seus serviços e produtos”, ponderou.
Desde 2007, o Instituto Biológico iniciou o processo de implantação do Programa de Qualidade Total. Esse programa, inicialmente, envolveu a organização do espaço interno, utilizando como ferramenta motivacional o programa 5S, que possibilitou a participação de todas as unidades administrativas e laboratoriais localizadas na sede e no interior, com o objetivo de promover a integração, motivação, clima organizacional dos funcionários e, consequentemente, a busca da melhoria contínua.
Como resultado dessa ação, em 2008, o IB implantou o Sistema de Gestão da Qualidade, seguindo a norma ISO 9001, e três unidades com os respectivos escopos foram certificadas pela SGS: a Editoria da Revista “Arquivos do Instituto Biológico”, com publicação de artigos e comunicações científicas originais, além de revisões, que contribuam para o desenvolvimento das ciências agrárias no Brasil; o Laboratório de Sanidade Avícola do Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio Avícola, com diagnóstico de salmoneloses aviárias, e a Unidade Laboratorial de Referência de Produção de Imunobiológicos, com produção de imunobiológicos para diagnóstico de tuberculose e brucelose.
Nos anos seguintes, novas unidades laboratoriais vieram adotar a norma ISO 9001, com o objetivo de se adequar para a implantação da norma internacional ISO/IEC 17025 – destinada a atender aos requisitos gerais para a competência de laboratório de ensaio e calibração.
Neste ano, também, a editoria da revista “O Biológico” veio incorporar-se às unidades certificadas do IB, distribuídas nas áreas de comunicação, patrimônio e produção, respectivamente editoria da revista “Arquivos do Instituto Biológico”, Biblioteca, Museu do Instituto Biológico, Museu/Centro de Memória do Instituto Biológico, CEIB/Laboratório de Controle Biológico – Coleção Científica de Insetos Parasitoides “Oscar Monte” e Unidade Laboratorial de Referência de Produção de Imunobiológicos para uso veterinário.
O Instituto Biológico também possui laboratórios acreditados pela norma internacional ISO/IEC 17025, que são o Laboratório de Resíduos e Pesticidas (CRL 0382) e o Laboratório de Sanidade Avícola do Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio Avícola (CRL0653), localizados respectivamente em São Paulo e Descalvado, acreditados pela Coordenadoria Geral de Acreditação (CGCRE) do Inmetro, que atendem à demanda de ensaios nas áreas de bebidas e alimentos e sanidade animal.
Ainda estão em fase de acreditação três unidades laboratoriais com ensaios distribuídos nas áreas de sanidade animal e sanidade vegetal.(http://www.biologico.sp.gov.br/certificacao.php).

Pin It

Notícias por Ano