cabecalho apta130219

Mapa quer estudo da proibição de exportação de trigo argentino

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, exigiu, mais uma vez, um estudo imediato sobre os impactos da decisão do governo da Argentina de suspender as exportações de trigo in natura e manter os embarques de farinha, o que pode causar sérios problemas para indústria e produtores do Brasil. A decisão do ministro foi reforçada pelo presidente da Abitrigo (Associação Brasileira da Indústria do Trigo), Samuel Hosken, durante encontro na sede do Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa), em Brasília, na terça-feira (15-05). “É importante toda cadeia produtiva do trigo ter esse apoio do Ministério da Agricultura, pois ganharemos mais força em novas negociações com os argentinos e, assim, achar uma solução mais rápida e eficaz”, afirma Samuel Hosken, ressaltando que o resultado desse estudo será encaminhando para o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior para sincronia dos trabalhos dos dois ministérios. De acordo com Hosken, com o apoio do Mapa o Brasil deverá endurecer as negociações com a Argentina e impor medidas para proteger o mercado interno e a indústria nacional. “O Brasil vinha sendo complacente em relação às decisões da Argentina. Agora é o momento de medidas mais enérgicas para vencer os bloqueios do país vizinho”, diz Hosken. As informações são da assessoria de imprensa da Abitrigo. Redação Fonte: Agrolink
Pin It

Notícias por Ano