cabecalho apta130219

MAPA INSTALA NO PRÓXIMO DIA 31 A CÂMARA SETORIAL DA CADEIA PRODUTIVA DO FEIJÃO

Um dos principais alimentos da dieta do brasileiro, o feijão ganhará um fórum permanente de discussão no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). É a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Feijão, que será instalada na próxima terça-feira (31/10), durante reunião na sala do Conselho Nacional da Política Agrícola (CNPA). Uma das metas do novo órgão consultivo do Mapa é abrir o mercado internacional para o produto, tornando-o uma commodity. Essa será a 30ª câmara criada desde 2003, quando o Mapa passou a instalar esses fóruns consultivos formados por representantes dos setores público e privado. Vinculadas ao Conselho Agronegócio (Consagro), as câmaras servem para debater os problemas de diferentes cadeias produtivas ou temas relacionados ao agronegócio e apresentar propostas de políticas públicas setoriais para que sejam implementadas pelo governo. A Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Feijão pretende propor alguns desafios ao setor. Entre eles, adequar ao cultivo do produto às boas práticas de produção, adotar o sistema de rastreabilidade, com a conseqüente identificação de origem, e criar um selo de conformidade, a fim de organizar institucionalmente esse segmento. De acordo com a Coordenação Geral de Apoio às Câmaras Setoriais e Temáticas do Agronegócio (CGAC), o Mapa espera remover os gargalos institucionais que dificultam o desenvolvimento do setor de feijão, para torná-lo mais competitivo. Assim, será possível continuar suprindo o consumo interno e ainda ter excedentes exportáveis para atender o mercado mundial. Hoje, o produto tem a quarta maior área plantada do Brasil, com 4,2 milhões de hectares, superando importantes commodities, como trigo, café e algodão. Na safra 2005/06, o País colheu 3,47 milhões de toneladas do grão.
Pin It

Notícias por Ano