cabecalho apta130219

Mais de 40 palestras de especialistas nacionais e internacionais na 31ª Semana da Citricultura

Mais de 40 palestras e debates sobre manejo de pomares, novas informações, inovação tecnológica, fitossanidade, combate ao greening e perspectivas econômicas do setor reúnem especialistas nacionais e internacionais de instituições de pesquisa, universidades e setor privado na 31ª Semana da Citricultura que acontece no período de 1º a 5 de junho em Cordeirópolis (SP). O tradicional evento é realizado pelo Centro de Citricultura Sylvio Moreira, do Instituto Agronômico (IAC-APTA), vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento, e tem o apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (FUNDAG).
Paralelamente à Semana da Citricultura, ocorrem o 40º Dia do Citricultor e a 35ª Expocitros, que reúne cerca de 50 empresas expositoras dos setores de máquinas, equipamentos, insumos e defensivos. Na abertura, que coincide com o Dia do Citricultor (1º de junho), serão conferidos prêmios a personalidades que contribuíram com o desenvolvimento do setor. É o caso do pesquisador Jorgino Pompeu Junior (IAC), que receberá o “Prêmio Gconci Hall da Fama”, do Grupo de Consultores em Citros (GCONCI).
Entre os palestrantes, destacam-se as presenças internacionais do mexicano Pedro Luis Robles Garcia (Senasica), que vai falar sobre a situação da citricultura no México, e do consultor norte-americano Tom Stoppira, que vai abordar a convivência com o cancro cítrico e o huanglongbing (HLB) ou greening na Flórida.
No dia 2, o simpósio sobre manejo de pomares reunirá palestras de pesquisadores do IAC, Embrapa e Campo Consultoria/GTACC sobre necessidade de irrigação, planejamento de novos pomares, nutrição e manejo de pragas e doenças estratégicas. Na sessão de atualidades citrícolas, no mesmo dia, serão abordados os benefícios do suco à saúde, o gerenciamento de recursos hídricos, produtividade, manejo de pragas e a sustentabilidade da citricultura. Já na sessão de inovação tecnológica, serão apresentados temas como novos porta-enxertos e variedades potenciais, citricultura de precisão, diagnóstico precoce do greening e porta-enxertos tolerantes à seca.
No simpósio de fitossanidade, dia 3, serão mostrados resultados de pesquisa, informações e orientações para o combate de doenças como CVC, morte súbita dos citros e doenças fúngicas. Já no simpósio sobre o greening, dia 4, avanços nas pesquisas, perspectivas do uso de transgênicos, distribuição em São Paulo e incidência no Paraná, ações de defesa e eficiência no uso de inseticidas serão abordados por palestrantes do IAC, UNESP, Fundecitrus, Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA-SAA), ESALQ-USP e Gravena.
No dia da economia e política, especialistas da Secretaria de Agricultura, do Fundecitrus, da Associtrus, da USP e do setor privado vão discutir o financiamento para pequenos citricultores, perspectivas de exportação e do mercado interno, custo de produção e sustentabilidade do setor, entre outros assuntos.

Importância econômica

O Estado de São Paulo tem o maior parque citrícola do Brasil e do mundo. São 20,7 mil unidades de produção distribuídas em 741,3 mil hectares, segundo o projeto LUPA (Levantamento Censitário de Unidades de Produção Agrícola do Estado de São Paulo). A produção esperada é de 352,57 milhões de caixas (de 40,8kg) na safra agrícola 2008/09, de acordo com previsão do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) e da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI).
Em termos monetários, a laranja para indústria ocupa a terceira posição do Estado, com valor da produção de R$ 2,5 bilhões, atrás apenas da cana-de-açúcar e da carne bovina. Já a laranja para mesa, com valor da produção de R$ 1,4 bilhão, está na sétima colocação no ranking estadual.
No âmbito do comércio internacional, em 2008, São Paulo exportou  US$ 1,996 bilhão em laranja (suco concentrado, frutas frescas, etc.), de um total de US$ 2,087 bilhões das vendas externas do Brasil. Apenas em termos de suco concentrado, São Paulo exportou US$ 1,910 bilhão para US$ 1,997 bilhão do Brasil.

Links relacionados:
Valor da produção agropecuária do Estado de São Paulo;
Laranja: 1ª Previsão da Safra Agrícola 2008/09, Estado de São Paulo
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424
Assessoria de Imprensa do IAC
Carla Gomes
(19) 3231-5422, ramal 124

Acompanhe a Secretaria de Agricultura no Twitter

 

Pin It

Notícias por Ano