cabecalho apta130219

Lesões desconhecidas atacam lavouras de soja

Plantações de soja do Paraná, de Santa Catarina e Mato Grosso do Sul apresentaram lesões nas folhagens cuja causa ainda é desconhecida. Pesquisadores da Embrapa Soja, de Londrina (PR), analisaram material colhido nesses Estados e concluíram que as lesões não foram causadas por fungo ou vírus conhecido e que o problema pode estar ligado ao excesso de chuvas. "Os testes mostraram que as lesões não têm causa biológica", afirmou Rafael Moreira Soares, pesquisador da Embrapa Soja. Conforme o pesquisador, foram encontradas nas folhagens pequenas lesões circulares de cor marrom. O sintoma é semelhante ao da ferrugem da soja, que na safra 2005/06 gerou prejuízos aos produtores da ordem de US$ 2,7 bilhões - incluindo perdas de produtividade e gastos extras com fungicidas. Segundo a Embrapa, casos semelhantes ocorrem há 15 anos na Argentina e na Bolívia, sempre quando há chuvas excessivas. "Pode ser uma reação de algumas plantas ao excesso de chuvas, ou a um elemento químico trazido pelas precipitações", disse Soares. Segundo o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), nos primeiros 9 dias de janeiro choveu 221,6 mm no Estado, quando a média histórica para o mês é de 208,5 mm.
Pin It

Notícias por Ano