cabecalho apta130219

IX Dia da Laranja do IAC foca o greening que torna as plantas improdutivas

O IX Dia da Laranja, que será realizado nesta quarta-feira (21 de outubro) pelo Instituto Agronômico (IAC-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, será diferente de todas as edições anteriores. Este ano, o evento será focado num único tema — o greening (HLB - huanglongbing) — ao contrário das edições anteriores, em que foram abordados assuntos diversos da citricultura.

No momento, muitas áreas paulistas são consideradas altamente infectadas pela doença. O Centro de Citricultura “Sylvio Moreira”, do IAC, acredita na necessidade de movimentar o setor no sentido de melhorar o tratamento dado à doença.

A inovação no formato do Dia da Laranja está sendo chamada pelos organizadores de “Roda Vida da Citricultura”, em função do modelo do evento, que contará a participação do público na elaboração de questões e na de especialistas que responderão às dúvidas. O novo modelo se deve à preocupação do setor com o greening, já que todas as espécies e variedades cítricas plantadas no Brasil para fins comerciais são suscetíveis à doença. Altamente destrutivo, a doença anula a produção em plantas novas contaminadas e torna improdutivas as plantas adultas em um prazo de dois a cinco anos.

Com o novo formato, o objetivo é estimular discussões sobre a doença que requer eliminação freqüente das plantas com sintomas. No evento, pretende-se propor ações em todo o processo até chegar à definição de soluções. As discussões serão alinhavadas dentro do universo do melhoramento de plantas, fitopatologia, ocorrência de doenças e manejo do pomar. Além de pesquisadores do IAC, especialistas de outras instituições irão compor a mesa para responder a questões de técnicos e produtores.

De acordo com o pesquisador do IAC, Dirceu de Mattos Junior, serão apresentadas proposições que consideram quatro pontos importantes para o sucesso no controle do greening na citricultura: ambiente, patógeno, planta e inseto vetor. “Deste escopo, serão revisadas propostas e apresentadas novas sob discussão das viabilidades técnicas e legais”, diz um dos coordenadores do evento.

Segundo o Centro de Citricultura do IAC, os baixos preços vigentes no mercado citrícola têm refletido no reduzido investimento nos pomares. Com isso, complica-se ainda mais o quadro de doenças limitantes como o greening. Na avaliação do Centro, o avanço da doença somado à falta de controle pode significar a queda irreversível da produtividade.

As plantas contaminadas pelo greening produzem frutos menores, com menor porcentagem de sucos e mais ácidos. A bactéria se espalha pela planta, afeta a copa e torna desprezível a produção. No Brasil, segundo o Fundecitrus, foi identificada uma nova espécie da bactéria que vive e se desenvolve no floema das plantas. Denominada de Candidatus Liberibacter americanus, essa forma foi encontrada, por enquanto, somente no Brasil. Os pomares paulistas reúnem essa nova forma e a asiática, chamada Candidatus Liberibacter asiaticus.

SERVIÇO:

IX Dia da Laranja
Data: 21 de outubro de 2009, das 13h30 às 17h
Local: Centro de Citricultura “Sylvio Moreira”/IAC - Cordeirópolis – Rod. Anhanguera, km 158
Informações: 19-3546-1399

Assessoria de Imprensa do IAC
Carla Gomes
(19) 3231-5422, r. 124

Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424

Acompanhe a Secretaria de Agricultura:

www.agriculturasp.blogspot.com

www.twitter.com/agriculturasp

www.youtube.com.br/agriculturasp

 

Pin It

Notícias por Ano