Apta

Institutos da APTA transferem conhecimento de forma lúdica e interativa para crianças e adolescentes

Desde os pequenos insetos até uma baleia de 23 metros de comprimento e sete toneladas, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), transfere, de forma lúdica e interativa, conhecimento às crianças e adolescentes sobre como os insetos e organismos aquáticos estão inseridos no cotidiano e qual é a importância deles para o ecossistema. O Planeta Inseto, do Instituto Biológico (IB), e o Museu de Pesca, do Instituto de Pesca (IP), localizados em São Paulo e Santos, respectivamente, recebem cerca de 100 mil visitantes por ano, e são opções interessantes de passeios neste período de férias escolares.
Em cinco anos, cerca de 300 mil pessoas visitaram as exposições fixa e itinerante do Planeta Inseto, do Instituto Biológico. Ao todo, são 25 atrações disponibilizadas ao público, que recebe informações sobre como os invertebrados estão presentes no cotidiano e sua importância para o ambiente, a produção de alimentos e a saúde humana. “Existem mais de um milhão de espécies de insetos conhecidos e acredita-se que haja mais outras sete milhões a serem descobertas. Eles representam mais da metade do nosso planeta. Apenas as formigas ocupam 15% do peso da Terra”, afirma Antonio Batista Filho, diretor-geral do IB.
O Planeta Inseto tem como público-alvo crianças e adolescentes, entre quatro a 16 anos, mas recebe visitantes de todas as idades. Em março de 2016, foi lançado um espaço destinado a transferir informações sobre o mosquito Aedes aegypt, responsável pela transmissão da dengue, chikungunya e zika vírus. “O mosquito Aedes aegypt é tratado como um problema de saúde pública, porém, é nosso dever, como instituição pública de pesquisa, transmitir informações sobre como eliminar esse inseto que transmite doenças graves para a população”, afirma Harumi Hojo, pesquisadora do IB e responsável pelo Planeta Inseto.
Os visitantes também podem conhecer no local o chamado Recanto das Abelhas, composto por 11 colônias de abelhas Jataí, Iraí, Mandaçaía e Uruçu-Amerela – todas sem ferrão. Em uma das salas é possível visualizar, ao vivo, o interior de uma colmeia, conhecer réplicas de quatro abelhas sem ferrão e assistir a um vídeo sobre a importância desses insetos. Os visitantes podem ver ainda baratas praticando corrida, lagartas tecendo fios de seda, formiga trabalhando em sistema organizado e o bicho-pau, que se assemelha a gravetos.
O Planeta Inseto está sediado no Museu do Instituto Biológico e tem autorização de manejo e exposição de insetos emitida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. O espaço é certificado pela norma ISO 9001:2008 para divulgação científica e cultural em entomologia.
Museu de Pesca
O Museu de Pesca, do Instituto de Pesca, é uma das atrações turísticas mais famosas de Santos, Litoral Paulista, e recebe cerca de 50 mil visitantes, por ano.  O espaço contribui para a difusão de conhecimento originados dos estudos em ambientes aquáticos e das tecnologias aplicadas na exploração racional dos recursos marinhos e de águas continentais. “O Museu desenvolve atividades educativas não formais, com o intuito de estimular a sustentabilidade pela correta utilização dos recursos naturais, incluindo os recursos pesqueiros”, explica Thais Moron Machado, pesquisadora do IP e responsável pelo Museu de Pesca.
Uma das principais atrações do espaço é a ossada da baleia Balaenoptera physalus, com 23 metros de comprimento, 193 ossos e sete toneladas.  O acervo conta com diversas espécies de tubarão empalhadas, espaços interativos e lúdicos, com petrechos de pescas perdidos no mar, quarto do capitão e ecossistemas marinhos do Litoral Paulista e espaço com areais e conchas de moluscos coletados em vários pontos do Brasil e do mundo. Estão expostos no Museu esqueletos de animais aquáticos e exposição de lula gigante, raia, leão e lobo marinho.
“Esse trabalho transfere conhecimento e diminui a distância entre as pesquisas realizadas pelos institutos da APTA e o público em geral, uma das diretrizes do governador Geraldo Alckmin”, destaca Arnaldo Jardim, secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.
Visitas
Planeta Inseto – Museu do Instituto Biológico
R. Dante Pazzanese, 64, Vila Mariana, São Paulo (SP)
Funcionamento: De terça a domingo, das 9h às 16h
Informações: (11) 2143-9500/ planetainseto@biologico.sp.gov.br
Ingressos: Entrada gratuita
Museu de Pesca
Avenida Bartolomeu de Gusmão, 192 – Ponta da Praia - Santos / SP
Funcionamento: De quarta a domingo, das 10h às 18h
Ingresso: R$ 5,00 – inteira/ R$ 2,50 – estudantes. Menores de seis anos e maiores de 60 anos não pagam ingresso.

Por Fernanda Domiciano
Mais informações:
Assessoria de Comunicação
Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
www.apta.sp.gov.br
(19) 2137-8933
imprensa@apta.sp.gov.br

 

Pin It

Notícias por Ano