cabecalho apta130219

Instituto de Pesca desenvolve banco de dados sobre pesca amadora

O Brasil possui amplo potencial para a pesca amadora e vem atendendo a um mercado cada vez mais informado, dada a grande quantidade existente de títulos de revistas, feiras especializadas e programas de televisão. No entanto, até o momento, os estudos direcionados à atividade não seguem a mesma evolução, sendo poucas as publicações científicas que abordam esse assunto. 

Nesse sentido, o Instituto de Pesca vem desenvolvendo pesquisas
 sobre pesca amadora, porém, dados sobre a atividade são difíceis de obter, em razão da dinâmica da mesma e de quão dispersos os pescadores se encontram, por vezes em locais de difícil acesso. 

Por conta dessa realidade, a instituição criou um
 questionário destinado a se obterem informações técnicas, ambientais e socioeconômicas sobre a pesca amadora e os pescadores amadores no Brasil. Para tanto, é importante a colaboração dos pescadores. A iniciativa conta com o apoio da Federação de Pesca Esportiva, Turística e Ambiental de São Paulo (FEPESCA-SP), da Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva (ANEPE) e da ‘Magic Fishing School by Nelson Nakamura’. 

“Não há nenhuma intenção de identificar a pessoa que
 responder ao questionário, tanto que o nome e o endereço de e-mail são opcionais e todos os dados preenchidos destinar-se-ão a fins científicos, ficando depositados em um banco de dados sob responsabilidade do Instituto de Pesca”, explica Sérgio Luiz dos Santos Tutui, coordenador do projeto do Instituto, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

O questionário pode ser respondido no link http://goo.gl/forms/ubzVxRNTsh
 
Revisão do texto: Márcia Navarro Cipólli, navarro98@gmail.com 
Pin It

Notícias por Ano