cabecalho apta130219

Instituto Biológico realiza reunião anual focando produção de alimentos e sustentabilidade ambiental

O Instituto Biológico (IB) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo realiza até a próxima quinta-feira, 12, na capital paulista, seu tradicional encontro anual, que em 2015 é focado na sustentabilidade ambiental e na tecnologia para aumentar a produtividade de alimentos para o mundo. O evento reúne pesquisadores, acadêmicos e profissionais do agronegócio de vários Estados do Brasil em programação que inclui mesas-redondas e cursos sobre temas urgentes à agropecuária atual.
A 28ª Reunião Anual do Instituto Biológico (Raib), que comemora os 88 anos da instituição, foi aberta pelo secretário Arnaldo Jardim na última segunda-feira, 9, destacando a afinidade do trabalho realizado pelo IB com as recomendações do governador Geraldo Alckmin para a Pasta. Para o secretário, os projetos estão “em absoluta sintonia” com as quatro linhas de atuação que o Governo do Estado espera da Secretaria.
A primeira delas destacada pelo secretário é a união entre produção no campo e sustentabilidade ambiental, ser capaz de produzir alimentos de forma a não esgotar os recursos naturais. A segunda recomendação de Geraldo Alckmin seguida pelo Biológico é atender o setor como um todo, mas com especial atenção ao pequeno produtor, um trabalho que fica claro em iniciativas como o Programa de Sanidade em Agricultura Familiar (Prosaf).
O Instituto Biológico cumpre também o papel de diminuir a distância entre a pesquisa e sua aplicação prática no campo, transferindo tecnologia para quem mais precisa. “Além disso, é o responsável por garantir a saudabilidade dos alimentos consumidos pela nossa população, o que atualmente é uma exigência internacional”, destacou Arnaldo Jardim, parabenizando todos os funcionários responsáveis por executar as iniciativas do IB.
A segurança alimentar foi uma questão destacada também por Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura e atual diretor do Centro de Agronegócio da Fundação Getulio Vargas (FGV), para quem o Brasil tem o desafio de aumentar a produção para alimentar o mundo. “A segurança alimentar é a única chance para a paz mundial. Sem comida não há paz”, ressaltou o ex-ministro.
A necessidade do aumento na oferta de alimentos é uma preocupação recorrente porque, nos próximos 10 anos, como enumerou Roberto Rodrigues, o mundo precisará aumentar em 20% sua produção de alimentos para atender à demanda. Responsabilidade maior ainda para o Brasil, que tem a missão de elevar em 40% sua produção, envolvendo ainda um diálogo maior com outros centros de produção de conhecimento para o campo, como empresas privadas e universidades.
Para alcançar esse patamar, novas tecnologias aplicadas no campo, sempre com respeito ambiental, serão essenciais, como destacou Orlando Melo de Castro, coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) da Secretaria. “Nós avançamos demais na questão da produtividade, mas precisamos fazer muito mais, mas com um modelo mais sustentável. As nossas instituições estão se preparando para isso”, garantiu Castro.
Humano
O aniversário de 88 anos do Instituto Biológico teve em sua abertura também homenagens a pesquisadores e colaboradores que se destacaram no último ano. Uma maneira de valorizar e incentivar quem desenvolve as ações tão importantes para o agronegócio paulista e brasileiro. “A gente não consegue nada só com equipamentos, é preciso ter pessoas, ter determinação. A valorização das pessoas é o mais importante”, apontou Antonio Batista Filho, coordenador do IB.
São essas pessoas que até o próximo dia 13 ministrarão cursos e palestras sobre temas urgentes à atualidade rural como, por exemplo, preservação do solo e da água, mudanças climáticas e seus reflexos na agropecuária, biodiversidade, integração agrossilvipastoril, doenças e pragas e fomento à pesquisa. É o momento de aprender, ensinar e desenvolver novas ideias que possam ser aplicadas no campo, tendo a sustentabilidade e a produtividade como guias.
O evento lançou ainda o “Catálogo do Acervo de Ilustradores Científicos do Museu do Instituto Biológico”, organizado por Silvana D’Agostini, Roney Cytrynowicz e Márcia M. Rebouças - que neste ano foi homenageada com a medalha “Rocha Lima”, a mais alta honraria concedida pelo Biológico. A obra de 170 páginas reúne uma seleção da coleção de cerca de 2.500 ilustrações originais.
A 28ª Reunião Anual do Instituto Biológico será encerrada no dia 12, no Espaço de Eventos Márcia M. Rebouças, com curso sobre recursos humanos.
Instituto Biológico: Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 - Vila Mariana, São Paulo. Telefone para contato (11) 5087-1701 ou acesse o site www.biologico.sp.gov.br.
Por Hélio Filho
Mais informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11) 5067-0069

Pin It

Notícias por Ano