Apta

IEA divulga o valor da produção agropecuária por região

Barretos, São João da Boa Vista, Orlândia mantêm as primeiras posições no ranking do Estado. Presidente Prudente e Jaboticabal invertem as posições, ficando em 4º e 5º lugar, respectivamente.
O Valor da Produção Agropecuária e Florestal do Estado de São Paulo em 2012 foi de R$61,5 bilhões. Este valor corresponde a um aumento de 3,3% em relação ao do ano precedente, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo. Os produtos que apresentaram os maiores crescimentos de valor foram: batata (70,0%), cebola (68,0%), tomate para indústria (55,0%), repolho (49,2%), mandioca para mesa (47,3%), caqui (44,6%), feijão (44,5%), amendoim (41,3%) e soja (41,2%).
No lado oposto da tabela, os produtos que apresentam as maiores quedas de valor da produção foram: laranja para mesa (50,4%), resina de pínus (47,7%), manga (47,0%) e abacaxi (43,1%). A cana-de-açúcar, principal produto da agropecuária paulista, correspondeu a 48,4% do valor total (sem os produtos florestais) em 2012. O valor dos produtos florestais atingiu 4,6 bilhões, participando com 7,5% do valor da produção agropecuária e florestal do Estado em 2012, de acordo com os pesquisadores do IEA, Alfredo Tsunechiro, Paulo José Coelho, Denise Viani Caser, Carlos Roberto Ferreira Bueno, Eduardo Pires Castanho Filho, Danton Leonel de Camargo Bini e Eder Pinatti.
Dados Regionais
Os resultados finais dos cálculos dos valores indicam desempenhos muito discrepantes entre as regiões nesta temporada. As regiões (EDRs) que mais cresceram em 2012 foram Guaratinguetá (51,6%), Franca (30,3%), São Paulo (29,4%), Campinas (21,2%), Itapeva (20,6%), Pindamonhangaba (19,9%) e Registro (19,4%). Dezesseis das 40 regiões apresentam queda do valor da produção, em relação a 2011. As maiores quedas ocorreram nas regiões de Mogi das Cruzes (12,2%), Andradina (10,5%), Limeira (10,2%), Mogi Mirim (8,5%) e Bauru (7,0%).
As quatro regiões ou EDRs maiores produtoras da agropecuária paulista em 2012 foram Barretos, São João da Boa Vista, Orlândia e Presidente Prudente, as quais, em conjunto, foram responsáveis por 18,4% do valor total. A região de Jaboticabal, que ocupou a quarta posição em 2011, foi suplantada por Presidente Prudente em 2012, especialmente pelos baixos preços da laranja, segundo principal produto do EDR. Seguem como regiões de maior produção, em ordem decrescente, Ribeirão Preto e Itapeva, cada uma com VPA superior a R$2 bilhões.  
A cana-de-açúcar foi o principal produto de 29 das 40 regiões do Estado, ou seja, 70% do território. Na listagem dos quatro principais produtos por região, verificou-se que a cana-de-açúcar somente não constou nas regiões de Itapeva, Bragança Paulista, Registro, Pindamonhangaba, Guaratinguetá, Mogi das Cruzes, e São Paulo.
Como em 2011, o segundo produto de maior valor no Estado em 2012 foi a carne bovina, que liderou o ranking regional em quatro regiões (Marília, Jales, Pindamonhangaba e Guaratinguetá) e ocupou a segunda posição em outras 14 regiões.
Leia o artigo na íntegra e confira os dados da sua região, clicando aqui.  

Texto: Nara Guimarães
Assessora de Imprensa - IEA
11- 5067-0498

Pin It

Notícias por Ano