Apta

IEA divulga estudo sobre custo de manutenção e rentabilidade dos seringais paulistas

Os preços de mercado da borracha natural, que iniciaram um ciclo ascendente em 2011, alcançando valores acima de R$6/kg, entraram em rota descendente, com cotações abaixo da metade desse montante em 2014. Isso tornou a queda mais acentuada nos negócios efetuados em setembro desse ano, quando atingiu R$1,71/kg. As informações são do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.
A perda de rentabilidade é consequência de uma conjunção de fatores, entre eles, a crise imobiliária dos EUA e menor volume de compra de borracha pela China, tendo como consequência o aumento dos estoques mundiais e o aumento da produção na Tailândia. O mercado interno também apresentou condições desfavoráveis, com o desempenho da economia brasileira patinando em 2014, e início de 2015. Essas condições afetaram diretamente a cadeia da seringueira em São Paulo, com produção de borracha natural, em 2013, de 175.044 toneladas, representando 56,5% do total brasileiro, e área colhida de 55.456 hectares, 40% da área colhida total, segundo Marli Mascarenhas Oliveira, Alceu Veiga Filho e Carlos Fredo, pesquisadores do IEA responsáveis pelo estudo.
Uma das conclusões apontadas pelo estudo é que a situação econômica dessa atividade requer atenção urgente, dado o nível baixo de preços recebidos pelos produtores de seringueira. A região Noroeste do Estado de São Paulo, principal polo produtor, é essencialmente agrícola, dessa forma presume-se que o colapso da atividade afetará todo o ciclo comercial e agroindustrial deixando poucas alternativas econômicas no setor industrial para gerar renda e emprego.
Para ler o artigo completo e consultar as tabelas, clique aqui.
Texto: Nara Guimarães
Assessora de Imprensa
Tel: (11) 5067-0498

naraguimaraes@sp.gov.br

Pin It

Notícias por Ano