cabecalho apta130219

IEA divulga a segunda estimativa de safra cafeeira

A estimativa de área ocupada com lavouras de café no Estado de São Paulo somou 162.832 hectares cultivados, dos quais 152.665 encontram-se  em  produção  e 10.167 hectares em formação, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA). Enquanto as lavouras em produção exibem estande de 3.004 pl./ha, as em formação alcançam 3.914 pl./ha, indicando que os cafeicultores estão adensando suas lavouras, visando principalmente ao incremento da produtividade média obtida nesses talhões.
O levantamento  é resultado  de uma parceria entre o IEA e Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), ambos ligados à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab/Mapa).  Diferentemente  do primeiro levantamento, realizado em novembro de 2013, os dados apurados em abril de 2014 já refletem os efeitos da anomalia climática que incidiu sobre os cinturões produtores.
Estima-se uma produção comercial de 4.233.800 sacas de 60 kg de café beneficiado, representando incremento de 5,58% frente à obtida na safra anterior. Todavia, em razão da variação, tanto do volume esperado como da renda, a faixa de produção comercial poderá exibir grande oscilação, com mínimo de 3.861.075 milhões e máxima de 4.578.019 de sacas de café beneficiado.
De acordo com os pesquisadores do IEA, Carlos Fredo, Celma Baptistella, Celso Vegro, José Alberto Angelo e Vera Lúcia Francisco, no principal cinturão cafeicultor paulista, a Alta Mogiana, como também no sudoeste paulista (Ourinhos/Avaré), os efeitos da anomalia climática não foram tão drásticos, comparativamente a outras regiões do estado (Mantiqueira de São João da Boa Vista e Bragança Paulista). Esse fenômeno conferiu maior resiliência à produção total obtida, que se manteve dentro daquela esperada para um ciclo de baixa.
Espera-se que tanto os novos plantios quanto a erradicação de talhões invertam suas tendências, com a consolidação de cenário otimista para a remuneração obtida pelo produto nessa e na próxima safra.
As estimativas sobre ocupação de mão de obra na cafeicultura paulista indicaram um total de 49.181 pessoas envolvidas nessa atividade agropecuária no levantamento de abril de 2014, representando incremento de 2,3% em relação à campanha de novembro de 2013.
Para ler o artigo na íntegra e conferir as tabelas, clique aqui.
Texto: Nara Guimarães
Assessora de Imprensa  - IEA
(11) 5067-0498
Pin It

Notícias por Ano