cabecalho apta130219

IAC e ANVISA estudam reformulação de rótulos e bulas de agrotóxicos

O Instituto Agronômico (IAC-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) trabalham em parceria, desde 2008, num projeto para a reformulação das informações dos rótulos e bulas de agrotóxicos usados na proteção das culturas contra pragas e doenças. O objetivo é melhorar o entendimento pelos agricultores no manuseio desses produtos químicos, dizem os pesquisadores Maria Aparecida Lima, Hamilton Humberto Ramos e Ila Maria Corrêa do Centro de Engenharia e Automoção do IAC.
“A orientação nos rótulos e bulas sobre os cuidados no manuseio de agrotóxicos deveria utilizar uma linguagem simples e as informações em letras maiores”, observam os pesquisadores. A falta de entendimento da informação trazida nesses produtos foram reclamações de vários produtores mencionados em estudos citados no artigo “Percepção de risco no uso de agrotóxicos”.
O maior consumo de produtos químicos está relacionado com o crescimento da população mundial, que exige aumento na produção de alimentos, segundo os pesquisadores do CEA-IAC. “O uso de boas práticas agrícolas, assim como a educação na área rural, ajudaria na conscientização dos riscos e perigos desses produtos, de forma que os usuários se atentassem às medidas de proteção e cuidados específicos do seu manuseio”
Para eles, tais orientações são apresentadas nos rótulos e bulas desses produtos. “Porém nem sempre o agricultor lê e segue essas orientações, devido a vários fatores como o analfabetismo e uso de pictogramas, que levam a dificuldades na interpretação das informações. Geralmente as informações de uso são transmitidas entre os agricultores ou pelo revendedor do produto químico.”

Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424

 

Pin It

Notícias por Ano