cabecalho apta130219

Governo leiloará milho de estoques de seis Estados para baixar preço

O governo anunciou que fará leilões de milho dos estoques públicos em seis Estados, num total de 310 mil toneladas semanais, para atender a consumidores de todo o Brasil. Durante reunião da Câmara Setorial do Milho do Ministério da Agricultura, realizada em São Paulo na quarta-feira passada, as empresas produtoras de aves e suínos reclamaram dos preços do milho, que teriam subido muito, e da falta do cereal no mercado. Expectativa De fato, os vendedores de milho estão recuados, na expectativa de que os preços, hoje mais remuneradores do que há duas semanas, subam mais. Para estimular a oferta do produto, o governo decidiu disponibilizar parte dos seus estoques no Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, São Paulo e Minas Gerais, a um preço mínimo de R$ 17/saca em todos os Estados, com exceção de Mato Grosso, onde o preço será de R$ 14/saca. O novo valor considera os custos de armazenagem do produto até outubro. O primeiro leilão de estoques ocorrerá no dia 7 de novembro, e ofertará 100 mil toneladas de Mato Grosso; 40 mil toneladas de Mato Grosso do Sul; 60 mil toneladas de Goiás; 50 mil toneladas do Paraná; 40 mil toneladas de São Paulo e 20 mil toneladas de Minas Gerais. O representante dos produtores do Paraná, Flávio Turra, da Organização das Cooperativas do Estado, acusou o governo de atender à indústria consumidora, em prejuízo dos produtores. Segundo ele, para garantir remuneração ao produtor, que planta a nova safra, o governo só deveria começar a ofertar estoques em dois meses.
Pin It

Notícias por Ano