cabecalho apta130219

Garrote do IZ venceu prova de ganho de peso de 2011 em Sertãozinho (SP)

Um garrote IZ, com 1000 gramas de ganho de peso diário e 383,3 kg de peso final aos 378 dias, foi o campeão, na categoria “elite” da raça Nelore, da prova de ganho de peso (PGP) de 2011, realizada em Sertãozinho (SP) pelo Instituto de Zootecnia (IZ-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.  Os sete garrotes melhores colocados na categoria “elite” da raça Nelore, todos do IZ, alcançaram média de 915 gramas de ganho de peso diário e 362,7 kg de peso aos 378 dias. O primeiro animal de propriedade particular, pertencente a Flávio Augusto Carvalho Vilela, foi classificado na nona posição com 813 gramas de ganho de peso diário e 354,7 kg aos 378 dias.
Participaram da prova 67 animais da raça Nelore; 22 animais da raça Gir; 62 animais da raça Caracu; e 34 animais da raça Guzerá. A novidade foi a presença de animais da raça Simental, representados por 22 animais de cinco criatórios dos proprietários Antonio Carlos de Oliveira, Paulo de Castro Marques, David Jesus Gil Fernandez, Mario Coelho Aguiar Neto, Marisa de Barros Saad, Rafael Munoz Gaeta e Sérgio Vieira Attie.
Já na avaliação CAR-Nelore, que mede eficiência na conversão de alimentos pelo CAR (consumo alimentar residual), a média dos seis melhores classificados na categoria “elite”, todos do IZ, foi de 956 gramas de ganho de peso diário e 358,5 kg de peso final aos 378 dias. O primeiro classificado foi um garrote do IZ, que atingiu 1018 gramas de ganho de peso diário e 375 kg aos 378 dias. O animal do criador Gabriel Cláudio de Sales ficou na nona posição, com 805 gramas de ganho de peso diário e 412 kg de peso final aos 378 dias.      
Gir, Guzerá e Simental
Na categoria “elite” da raça Gir, quatro garrotes atingiram a média de 661 gramas de ganho de peso diário e 289,7 kg de peso final aos 378 dias. O animal vencedor é o filho do Folhudo do IZ, com ganho de peso diário de 661 gramas e peso final de 309,5 kg aos 378 dias.
Já a categoria “elite” da raça Caracu (seis animais) alcançou 1001 gramas de ganho de peso diário e 383,1 kg de peso final aos 378 dias. Um garrote do IZ apresentou o melhor desempenho, com 1036 gramas de ganho de peso diário e 384,1 kg de peso final aos 378 dias.
A raça Guzerá, na categoria “elite”, classificou oito animais que atingiram 774 gramas de ganho de peso diário e 344,7 kg de peso final aos 378 dias.  O vencedor foi um animal do IZ, com 813 gramas de ganho de peso diário e 339,0 kg de peso final aos 378 dias.
Na raça Simental, a média geral foi de 1013 gramas de ganho diário e 403,8 kg ajustados aos 378 dias, sendo que na categoria “elite”, quatro animais atingiram 1317 gramas de ganho de peso diário e 470,3 kg de peso final aos 378 dias. O vencedor foi um animal do criador Mario Coelho de Aguiar Neto, com 1438 gramas de ganho de peso diário e 450,5 kg de peso final aos 378 dias.
Prova de 2012
Está aberta a temporada para produtores e associações, interessados em participar da 62ª prova de ganho de peso do IZ, enviarem seus animais para o Centro de Pesquisa em Pecuária de Corte de Sertãozinho. A prova de ganho de peso de 2012, bem como a avaliação dos animais para a eficiência na conversão de alimentos por meio do CAR (consumo alimentar residual), terá início no período de 30 de abril a 8 de maio, com término previsto em 23 de outubro.  O criador pode optar pela PGP convencional ou pela PGP adicionada da avaliação do CAR.
O trabalho é coordenado pela pesquisadora Joslaine Noely dos Santos Gonçalves Cyrillo, do Centro de Pesquisa em Pecuária de Corte. Ela explica que a prova de ganho de peso de Sertãozinho é um teste de desempenho individual no qual os animais são avaliados por meio de um índice (IPGP) que leva em conta o ganho diário em confinamento e o peso final padronizado aos 378 dias. “É um processo de eficiência comprovada para seleção de reprodutores, já que tanto o ganho de peso quanto o peso final possuem herdabilidade alta, fazendo com que animais que se destacam nesses atributos possam transmitir com grande probabilidade essas características a seus filhos.”
Já o CAR consiste em um teste de desempenho individual no qual os animais são avaliados por meio desta característica. O CAR é fundamentado no consumo individual e no ganho de peso diário e possibilita a identificação de animais que, para o mesmo ganho, consomem menos alimento, diminuindo os custos de produção e tornando o sistema mais sustentável, ressalta Joslaine. As vagas para avaliação do CAR são limitadas. “Posteriormente à PGP, ocorrerá a segunda fase da avaliação do CAR. Poderão participar animais que alcançarem desempenho elite e superior na PGP-2012 de Sertãozinho e animais participantes de outras provas de desempenho.”
O Centro de Pesquisa em Pecuária de Corte do IZ fica na Rodovia Carlos Tonanni, SP-333, Km 94 - Sertãozinho (SP). Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (16) 3491-6156 / 3491-6157 / 9127.4562 e (19) 3466.9430, pelo e-mail corte@iz.sp.gov.br ou ainda no site www.iz.sp.gov.br.

Acesse Álbum de fotos: 
2011
http://www.flickr.com/photos/agriculturasp/sets/72157629141180865/

2010
http://www.flickr.com/photos/agriculturasp/sets/72157625319381120/


Assessoria de Comunicação Institucional do IZ
Lisley Silvério
(19) 3466-9434
imprensa@iz.sp.gov.br
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424

Pin It

Notícias por Ano