Apta

Evento “Sabor da colheita 2011” abre a colheita de café, no coração da cidade de São Paulo

O início simbólico da colheita de café no Estado de São Paulo será realizado no dia 19 de maio, às 09:30 horas, com o evento “Sabor da Colheita 2011” no Instituto Biológico (IB-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA). Os participantes terão a oportunidade de colher os frutos do café, vivenciando uma experiência única do trabalho que movimentou a economia paulista ao longo de décadas. O produto dessa colheita será transformado numa Edição Especial, a ser doada ao Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo.
O evento, organizado pela Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro) e pela Câmara Setorial de Café, ambos da SAA-SP, ocorre na plantação de café do IB, no coração da capital (cerca de cinco minutos da Avenida Paulista), cujo tamanho a transforma no maior cafezal localizado em área urbana do Estado. São pouco mais de 1.500 pés de café localizados no bairro de Vila Mariana, uma das áreas mais nobres do Município.
A história desse cafezal teve início na década de 1920 quando uma praga, conhecida por “broca-do-café”, começou a atingir as plantações do Estado de São Paulo, provocando a destruição dos grãos e a queda da produção nas fazendas paulistas, conta o diretor geral do IB, Antonio Batista Filho. Essa praga foi introduzida no País no início do século passado e foi responsável pela criação do Instituto Biológico.
Produção paulista
A produção paulista de café arábica é estimada em 3,475 milhões de sacas de café beneficiado, de acordo com o 2º levantamento de previsão da safra 2011/12 do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) e da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (C ATI), ambos da SAA, em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.  Este volume é praticamente o mesmo contabilizado na primeira estimativa produzida em janeiro desse ano (ou seja, 3,424 milhões de sacas).
A área total de lavouras de café no território paulista foi estimada em 181.987 hectares. A produtividade estimada das lavouras paulistas (área em produção) poderá alcançar a média de 20,65 sacas por hectare. Na safra que está sendo colhida (2010/11), a estimativa de produtividade média das lavouras superou as 26,51sacas/ha, evidenciando que a corrente safra é efetivamente caracterizada como ciclo de baixa, dizem os responsáveis pelo levantamento.
No atual levantamento, foram contabilizados 513,03 milhões de covas, com expansão de 4,36% frente às 490,64 milhões de covas estimadas na campanha anterior. “A tendência de revigoramento do parque produtivo paulista já havia sido salientada e os números atuais confirmam tal hipótese”, observam os autores do trabalho. 
Em abril de 2011, o estoque de café depositado nas propriedades, cooperativas e armazéns contabilizava apenas 369 mil sacas. O total de pessoas ocupadas (exceto volantes) na cafeicultura paulista em abril de 2011 foi de 51.497 pessoas. O trabalho volante foi estimado em dias/homem, ou seja, dias de serviços realizados pela categoria e totalizou em abril, para o Estado, 1,424 milhão de dias/homem sendo utilizado, principalmente, nas operações de esparramação, arruação e limpeza do carreador. A íntegra do trabalho está disponível em http://www.iea.sp.gov.br/out/LerTexto.php?codTexto=12127

Acesse Galeria de fotos ano 2010.

Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424
Acompanhe a Secretaria nas redes sociais:
www.agriculturasp.blogspot.com
www.twitter.com/agriculturasp
www.flickr.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agriculturasp
www.facebook.com
www.delicious.com/agriculturasp
www.slideshare.com/agriculturasp
www.orkut.com.br

 

Pin It

Notícias por Ano