cabecalho apta130219

Diretoria mundial da John Deere visita experimentos de cana do IAC

Oito pessoas da diretoria mundial da empresa John Deere estiveram presentes no Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC), de Campinas, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, no dia 1º de maio de 2013, durante a Agrishow, em Ribeirão Preto. O grupo conheceu o novo sistema de plantio de cana, desenvolvido pelo Instituto, chamado Mudas Pré-brotadas (MPB) e visitou o Jardim Varietal de Cana do IAC.
Recebido pelo pesquisador e diretor do Centro de Cana do IAC, Marcos Guimarães de Andrade Landell, o grupo pode ver in loco os trabalhos realizados pelos pesquisadores do Instituto. “Desenvolvemos um novo sistema de plantio de cana-de-açúcar, mas precisamos da ajuda dos senhores para automatizar todo o processo”, disse Landell aos visitantes.
O grupo foi formado pelo presidente mundial da John Deere, Jim Field, os vice-presidentes mundiais, John Lagemann, Charlie Stamp, Cory Reed, os diretores Malcolm Rohdes, Charlie Stamp e João Pontes, além do time de Marketing Estratégico para America Latina: Jenny Ose, Gustavo Barden, Karine Martini e Marco Ripoli.
Sistema MPB
O IAC desenvolveu tecnologia inédita que muda o conceito de plantar cana-de-açúcar. O sistema de Mudas Pré-brotadas (MPB) é um procedimento de multiplicação que poderá contribuir para a produção rápida de mudas, associando elevado padrão de fitossanidade, vigor e uniformidade de plantio. Outro grande benefícioestá na redução da quantidade de mudas que vai a campo. Para o plantio de um hectare de cana, o consumo de mudas cai de 18 a 20 toneladas, no plantio convencional, para duas toneladas no MPB. “Isso significa que 18 toneladas que seriam enterradas como mudas irão para a indústria produzir álcool e açúcar, gerando ganhos”, explica o pesquisador do IAC, Mauro Alexandre Xavier.
A nova tecnologia desenvolvida pelo Programa Cana IAC é direcionada a aumentar a eficiência e os ganhos econômicos na implantação de viveiros, replantio de áreas comerciais e possivelmente renovação e expansão de áreas de cana-de-açúcar. “Trata-se de um novo conceito no método de multiplicação da cana, reduzindo volume e levando para o campo efetivamente uma planta”, diz Xavier, integrante do Programa Cana IAC.
O sistema envolve a formação de viveiros para multiplicação rápida de novos materiais de cana. É um método simples que pode ser adotado por pequenos produtores e associações, não ficando restrito às usinas. De acordo com o pesquisador do IAC, o MPB restaura os benefícios da formação de mudas em viveiros, procedimento que fora praticamente esquecido com o boom do setor, apesar de gerar benefícios como aspectos fitossanitários da planta.
As mudas estão sendo plantadas pelos produtores por meio de máquinas de plantio de eucaliptos e de tomates. Segundo os pesquisadores do IAC, o sistema deve fomentar toda a cadeia para o desenvolvimento de maquinário. “É possível, por exemplo, que se produza uma máquina que trabalhe com um mecanismo muito parecido com o plantio de grãos”, explica Landell.
Jardim Varietal de cana IAC
O Jardim Varietal de Cana-de-açúcar do IAC abriga as 124 variedades liberadas pelos últimos 13 anos pelos programas de melhoramento genético de cana no Brasil, que compõem a história da cana-de-açúcar no País e no mundo e contribui para a preservação da variabilidade genética, servindo como repositório de material de importância atual e potencial. A coleção representa uma fonte de características desejáveis para os programas de melhoramento, disponibilidade de material para investigação científica na identificação de genes para pesquisadores de todo o País
A comitiva da John Deere conheceu uma variedade de cana estudada pelo IAC de seis metros. Se cultivada em condições ideais de manejo, a variedade tem potencial biológico produtivo superior a 300 toneladas por hectare.
As pesquisas para melhoramento genético da cana-de-açúcar demoram aproximadamente 12 anos. A disponibilização dos novos materiais para os produtores levam mais cinco anos. Com o sistema MPB, espera-se que esse período diminua, pois o novo método de plantio desenvolvido pelo IAC tem como característica a rapidez na multiplicação de mudas de cana.  
John Deere
A John Deere é líder mundial no fornecimento de serviços e produtos avançados e está comprometida com o sucesso dos seus clientes, que cultivam, colhem, transformam e enriquecem a terra para enfrentar a crescente demanda mundial por alimentos, combustíveis, habitação e infraestrutura. Desde sua fundação, em 1837, a John Deere tem oferecido produtos inovadores de alta qualidade, contribuindo para a construção de uma tradição de integridade.
Texto: Carla Gomes (MTb 28156) e Fernanda Domiciano
Assessoria de Imprensa - IAC
Pin It

Notícias por Ano