Apta

Diretor do IB, Antonio Batista Filho é homenageado durante a 59ª Semana Luiz de Queiroz

O diretor-geral do Instituto Biológico (IB-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Antonio Batista Filho, recebeu durante o encerramento da 59ª Semana “Luiz de Queiroz”, homenagem da Associação dos Ex-Alunos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Adealq). Batista Filho foi indicado para o prêmio Medalha Fernando Costa, como pesquisador do ano 2016, pela Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (Aeasp), e a Adealq o homenageou pela conquista. A honraria foi entregue em 15 de outubro de 2016. Batista Filho é pesquisador do Instituto Biológico há 33 anos e atua, principalmente, na área de controle microbiano de pragas.
“Essa homenagem representa a coroação de um trabalho e de uma carreira de mais de 30 anos. Receber um prêmio dessa natureza de meus pares me tocou profundamente. Isso não seria possível sem a contribuição de muitas mãos trabalhando em equipe”, afirma Batista.
Antonio Batista Filho é formado em engenharia agronômica pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP), com mestrado e doutorado em entomologia pela mesma universidade. “Tenho DNA da Esalq”, brinca. É diretor do Instituto Biológico desde 2004 e pesquisador científico nível VI – o mais alto da carreira estadual. É professor e responsável pela disciplina “Controle Biológico de Pragas e Doenças”, um dos coordenadores da disciplina “Produtos e processos biotecnológicos aplicados à agropecuária” do Programa de Pós-Graduação em Sanidade, Segurança Alimentar e Ambiental no Agronegócio do IB. É ainda responsável pela disciplina “Micro-organismos Entomopatogênicos” da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp-Botucatu).
O pesquisador e diretor do Instituto Biológico atua na área de controle microbiano de pragas e tem 140 trabalhos publicados. É revisor, desde 2008, do periódico Summa Phytopathologica, desde 2010, da revista Citrus R&T, e consultor “ad hoc” da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e da Revista Colombiana de Entomologia. É ainda revisor da revista científica “O Biológico”.
Desde 2012, faz parte do Comitê de Consultores da Revista Ciência Rural, da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Fez parte do conselho da Sociedade Entomológica do Brasil. É líder do grupo de pesquisa “controle biológico” do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e foi presidente do Conselho Superior da Fundação Fórum dos Dirigentes das Instituições de Ensino e Pesquisa de Campinas (Fórum Campinas).
O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, comemorou a conquista. "Isso mostra a competência e a credibilidade de nosso corpo técnico. O Estado de São Paulo é referência em geração de conhecimento, uma das recomendações do governador Geraldo Alckmin", afirma.
Por Fernanda Domiciano
Assessoria de Imprensa – APTA
(19) 2137-8933

Pin It

Notícias por Ano