cabecalho apta130219

DIA DE CAMPO MOSTRA BENEFÍCIOS DA INTEGRAÇÃO LAVOURA PECUÁRIA

Com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a CAMPO – Consultoria e Agronegóco, promove nesta sexta-feira (16/02), na Chácara Sete de Setembro, em Planaltina (DF), a partir das 8h30, o Dia de Campo sobre Integração Lavoura-Pecuária (ILP). Segundo o diretor-presidente da empresa, Emiliano Botelho, o evento tem como objetivo demonstrar os benefícios da ILP para o agronegócio brasileiro. A Integração Lavoura-Pecuária viabiliza a recuperação de pastagens e solos degradados. Entre os benefícios da técnica está o aumento da produção e da renda do setor agropecuário, com qualidade, segurança e competitividade, sem a incorporação de novas áreas por meio de desmatamento. Os ganhos ambientais envolvem redução da erosão do solo, do assoreamento e contaminação de nascentes, rios e reservatórios de água. A ILP promove ainda redução da incidência de pragas, doenças e plantas daninhas; redução do uso de agrotóxicos e dos custos de produção; diversificação da produção e minimização dos riscos climáticos e de mercado; e inserção social pela geração de postos de trabalho e renda. Para incentivar a implementação da ILP, o governo federal disponibilizou para todo o Brasil linha de crédito específica com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os recursos são destinados a investimentos em infra-estrutura, formação de pastagens, recuperação do solo, aquisição de animais e equipamentos. As taxas de juros são de 8,75% ao ano, com 5 anos de prazo para pagamento e até dois anos de carência. Os recursos estão disponíveis nas agências bancárias que trabalham com o crédito rural para os produtores que apresentarem projeto técnico contemplando a adoção da ILP em suas propriedades. No Centro-Oeste, os produtores também têm à sua disposição um programa específico com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), disponível nas agências do Banco do Brasil. A ILP consiste na implantação de diferentes sistemas produtivos de grãos, fibras, carne, leite, agroenergia e outros, na mesma área, em plantio consorciado, seqüencial ou rotacionado. Aliada a práticas conservacionistas como o plantio direto, é uma alternativa econômica e sustentável para recuperar áreas degradadas, a exemplo de pastagens com baixa produção de forragens e lavouras com problemas de produtividade e sustentabilidade.
Pin It

Notícias por Ano