cabecalho apta130219

Dia de Campo de amendoim: novas cultivares e pesquisas para melhoria do grão

por Cleide Elizeu As novidades e os projetos do programa pesquisa de amendoim serão apresentados no “Dia de Campo sobre Melhoramento Genético e Desenvolvimento de Cultivares de Amendoim” que o Pólo Regional do Centro Norte/APTA e o Instituto Agronômico (IAC/APTA), vinculados à Secretaria de Agricultura de Abastecimento, realizarão no próximo dia 06 de fevereiro, na cidade de Pindorama (SP). Produtores, empresas do setor e outros interessados terão a oportunidade de conhecer as novas cultivares de amendoim IAC 503 e IAC 505, que, além de altamente produtivas, possuem maior teor de ácido oleico em seus grãos. O pesquisador do IAC, Ignácio José de Godoy, explica que este ácido é responsável por propiciar ao amendoim, ou aos derivados produzidos a partir dele, maior durabilidade do produto. O pesquisador acrescenta que o aumento do teor de acido oleico beneficia a qualidade nutricional do amendoim. “Uma dieta rica deste ácido (oleico), no ser humano, ajuda a reduzir a taxa de triglicérides e aumentar o colesterol bom (HDL).”, diz Godoy. Além das novas cultivares, serão apresentadas as principais pesquisas em melhoramento genético do amendoim, que utilizam técnicas naturais de hibridação e seleção para produção de grãos resistentes a pragas comuns como trips e à lagarta do pescoço vermelho, ou a doenças foliares como a mancha preta, mancha castanha e ferrugem. A criação de cultivares de amendoim com alta resistência depende de pesquisas básicas e duradouras, explica o pesquisador Marcos Donisetti Michelotto, do Polo Regional do Centro Norte. “Essas pesquisas envolvem a procura da resistência em espécies silvestres de amendoim e a sua incorporação em plantas de amendoim cultivado. As pesquisas básicas são desenvolvidas pelo Pólo e pelo IAC, em parceria com outras instituições como a Embrapa e a Unesp, com o apoio da Embrapa Macroprograma 2 e do CNPq. Empresas da cadeia de produção do amendoim apóiam o programa de desenvolvimento de novos cultivares. Por fim, Michelotto afirma que um dos principais objetivos a serem alcançados pelo programa de pesquisa é o de melhoria de toda a cadeia de produção do amendoim, beneficiando os produtores, a indústria de amendoim e o consumidor. Programação 08:00hs - Recepção e Inscrição 09:00hs - Abertura Oficial (PqC. Dr. Antônio Lucio de Mello - Diretor Técnico do Polo Regional do Centro Norte) 09:15hs - Programa de melhoramento de Amendoim - Parceria Embrapa/ Cenagran, IAC, Polo Regional do Centro Norte) - PqC. Dra. Alessandra Pereira Fávero/Embrapa e PqC. Dr. Marcos Donisete Michelotto/Polo Regional do Centro Norte 10:00hs - Programa de Melhoramento de Amendoim - Parceira IAC e empresas da cadeia de produção do amendoim - PqC. Dr. Ignácio José de Godoy -IAC/APTA 11:00hs - Espaço Técnico de patrocinadores: Basf, Syngenta e Industrias Colombo (MIAC) 12:00hs - Apresentação dos Cultivares de amendoim "alto oleico" IAC 503 e IAC 505 - PqC. Dr. Ignácio José de Godoy - IAC/APTA Assessoria de Comunicação da APTA José Venâncio (11) 5067-0424 Cleide Elizeu (19)3231-3260 Assessoria de Imprensa do IAC Carla Gomes/David da Silva Junior (19) 3231-5422, ramal 124
Pin It

Notícias por Ano