cabecalho apta130219

Delegação do Sudão visita IZ em Nova Odessa e Sertãozinho

O Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), instituição centenária de referência nacional e internacional na difusão de suas pesquisas científicas na área agropecuária (ovinos, gado de leite, gado de corte, além de pastagens e nutrição animal), recebeu em 7 de maio a visita de sete membros do Ministério dos Recursos Animal, Pesca e Florestas do Sudão, país da África do Norte.
Eles conheceram o CCTC-PG, Laboratório de Genética, Laboratório de Imunensaio, Centro de Ovinocultura e Pastagens em Nova Odessa (SP), e o Centro de Bovinos de Corte em Sertãozinho, onde há o Programa de Melhoramento Genético Animal.
A Delegação, composta de pesquisadores, empresários e profissionais, foi recepcionada pelo diretor-geral do IZ, João Demarchi, pela pesquisadora Keila Maria Roncato Duarte e pelo chefe de gabinete da prefeitura de Nova Odessa, Valdinei Cocato, que representou o Prefeito. Durante a visita, foram recebidos pelos pesquisadores Ricardo Lopes, Maria Aparecida Cassiano Lara, Weber Vilas Boas Soares e Gunta Gutmanis (Nova Odessa), Renata Helena Branco, Joslaine Cyrillo (Sertãozinho).
Segundo o Ministro Faisal Hassan Ibrahim, a visita técnico-científica ao Instituto de Zootecnia foi oportuna avaliar a possibilidade de estabelecer apoio e parcerias para colaborar com o desenvolvimento da produção agropecuária no Sudão. “Essa relação internacional, com uma renomada instituição de pesquisa como o IZ, favorece o acesso à alta tecnologia pecuária brasileira”, afirma.
Ibtisam Goreish, diretora-geral no Ministério (Animal Resources Research Corporation), disse ter ficado impressionada com a generosidade dos brasileiros e com o desenvolvimento das pesquisas científicas no País. “Esperamos desenvolver projetos científicos com o IZ para melhorar a qualidade genética dos animais do Sudão”, destaca.
O Chefe de Gabinete de Nova Odessa, Valdinei Cocato, que esteve durante toda a visita ao IZ, representando o prefeito da cidade, disse que a experiência foi ímpar, considerando que o IZ é um referencial para o Município, que passa a ser conhecido internacionalmente, através da tecnologia pecuária gerada pelos profissionais do Instituto. “A prefeitura de Nova Odessa está de portas abertas para parcerias e investimentos, proporcionando o desenvolvimento econômico e social.”
Para o diretor do IZ, João José Assumpção de Abreu Demarchi, com a visita foi possível apresentar algumas das tecnologias geradas na Instituição em diversas áreas. “É interessante pensar na probabilidade da transferência do conhecimento e de produtos e serviços oriundos do ‘Programa de Melhoramento de Bovinos de Corte na sua totalidade”. “O IZ também está aberto ao intercâmbio de estudantes do Sudão para que possam aprender e implantar a tecnologia no próprio país”.
Para os pesquisadores Ricardo Lopes e Keila Duarte há grandes possibilidades em aplicar as tecnologias geradas no IZ, pois o Sudão também é um país tropical. “Eles mostraram muito interesse em criar um Programa de Melhoramento genético de Panicum maximum – gramínea para alimentação animal, utilizando como base o capim Aruana, um produto de pesquisas do IZ”, destaca Ricardo.
Segundo a pesquisadora Keila, eles ainda disseram que pretendem estabelecer um contato mais efetivo na área relacionada à técnica de produção de Anticorpos Monoclonais, ferramenta de diagnóstico, extremamente específica. “Gostariam de enviar alunos para treinamento na área, salientando que no país deles é muito difícil encontrar quem desenvolva essa técnica”.
Sertãozinho- A Delegação conheceu os detalhes e resultados científicos do Programa de Melhoramento Genético de Bovinos de Corte do IZ e os Projetos de Pesquisas nas áreas de eficiência alimentar, emissão de gases do efeito estufa, reprodução animal e etologia.
No campo viram os Reprodutores da Raça Nelore e as Matrizes Doadoras de Embriões que compõem o lote do Projeto Embryo, realizado em parceria com a CRV Lagoa.
Segundo a pesquisadora Joslaine Cyrillo, a visita dos sudaneses ao Centro de Bovinos de Corte foi o marco inicial do que pode vir a ser um importante projeto de cooperação científica entre os governos do Estado de São Paulo e do Sudão.
 Texto: Lisley Silvério
Assessora de Imprensa – IZ
19 - 3466.9434
Pin It

Notícias por Ano